CRITT lança nova edição do Programa de Incentivo à Inovação

por Monique Soares

O Centro Regional de Inovação e Transferência de Tecnologia (CRITT) da UFJF lança 3 editais para participação no Programa de Incentivo à Inovação (PII).  O programa é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (SECTES) , em conjunto com o SEBRAE Minas, a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e a Embrapa Gado de Leite. A parceria também conta com a consultoria técnica do Núcleo de Tecnologia da Qualidade e da Inovação da Universidade Federal de Minas Gerais (NTQI).

Critt incentiva novos projetos

Critt incentiva novos projetos

A essência deste programa é investigar e qualificar tecnologias inovadoras geradas nos laboratórios da Universidade Federal de Juiz de Fora e da Embrapa Gado de Leite, com ênfase em suas aplicações práticas para a sociedade e para o mercado.

O primeiro edital é direcionado aos pesquisadores da UFJF e do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IFET), campus de Juiz de Fora, que apresentem pesquisas inovadoras de aplicação prática e potencial com aplicação no mercado.Outro edital é para a seleção de dois coordenadores do Estudo Mercadológico das Tecnologias do Segundo PII. Para este processo seletivo poderão se inscrever professores ou pesquisadores vinculados à UFJF, das seguintes áreas: Engenharia da Produção, Economia e Administração. O terceiro edital é para selecionar 20 bolsistas que integrarão a equipe mercadológica local do Segundo PII. Poderão se inscrever para este processo seletivo os acadêmicos da UFJF das seguintes áreas de conhecimento: Engenharia da Produção, Economia e Administração.

Na primeira fase serão recebidas 70 inscrições dos pesquisadores de diversas áreas e 20 projetos serão selecionados. Escolhidos os 20 projetos, começa o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica, Comercial, Ambiental e Social (EVTECIAS) para analisar os 10 melhores projetos com maior rentabilidade e viabilidade técnica. Estes 10 serão selecionados para a segunda fase e receberão apoio financeiro de R$ 40.000,00 para o desenvolvimento de protótipos ou produtos e planos de negócios.

O professor Rodrigo Weber, da Faculdade de Ciências da Computação, já participou e fala da  dificuldade que os empreendedores enfrentam de conseguir material suficiente para colocar o projeto em prática. Ele destaca a importância do PII para dar oportunidade aos empreendedores que estão iniciando.

“Na primeira edição do programa, foram enviados tantos projetos bons que foram selecionados 13 projetos ao invés de 10”, conta Larissa Carvalho, responsável pela Qualidade e representante da direção. Ela também acrescenta que muitos destes projetos foram premiados em importantes competições.

Ao final do programa, todos os projetos serão patenteados e organizados num livro para que sejam divulgados.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência & Tecnologia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s