Pernambuco em Juiz de Fora

Por Ana Paula Nascimento

Rogéria Reis fala do teatro de mamulengos

Rogéria Reis fala do teatro de mamulengos

Cultura nordestina em Juiz de Fora a princípio parece distante, mas o Espaço Cultural Sobrado aproxima o estado de Pernambuco e, ao mesmo tempo, educa adultos e crianças de escolas públicas e privadas.

O tema da exposição é “Pernambuco, coração do folclore nordestino”, e procura mostrar a diversidade e a riqueza da cultura popular do estado. A festa junina e o forró de Caruaru são retratados com as peças em papel marchê da artesã juizforana Valéria Rosa. As sombrinhas coloridas do frevo de Olinda também preenchem este universo cultural.

Peças de papel marchê da juizforana Valéria Rosa

Peças de papel marchê da juizforana Valéria Rosa

Ainda no acervo, peças produzidas pelo artesão Mestre Luis Antônio da Silva, que é discípulo de Mestre Vitalino, homenageiam seu centenário, além de esculturas do alto do Moura, um dos mais importantes centros de arte figurativa em barro do mundo.

Escultura de cerâmica do alto do Moura

Escultura de cerâmica do alto do Moura

Além disso, santos de barro do artesão Mestre Diniz, bonecas e bandas de pifo em cerâmica de Caruaru, bonecos dos mamulengueiros Danilo Cavalcanti e José Lopes. Os mamulengos são bonecos no estilo fantoche, que vem de “mão molenga”, utilizados no teatro de Olinda. Para completar uma sala com mais de 30 folhetins de cordel e xilogravuras grafitadas pelo juizforano Léo Matos.

Xilogravura grafitada pelo juizforano Léo Mattos

Xilogravura grafitada pelo juizforano Léo Mattos

As escolhas dos temas expostos no Espaço Cultural Sobrado vem das viagens feitas pela empresária e curadora da exposição Rogéria Conceição Reis. “Nós viajamos muito procurando novidades, para conhecer artesãos diferentes pelo Brasil, e quando alguma região nos chama atenção, tentamos trazer um pouco dessa cultura para mostrar na cidade”.

Rogéria procura difundir culturas distantes para o público juizforanos adulto e infantil. “Eu procuro trabalhar um tema que não é tão forte na cidade, que as pessoas não tem fácil acesso”. A curadora busca divulgar as exposições para as escolas e oferece contação de história para os alunos.

Bonecos dos artesãos Danilo Cavalcanti e José Lopes

Bonecos dos artesãos Danilo Cavalcanti e José Lopes

Rogéria conta uma curiosidade descoberta em suas pesquisas que liga Juiz de Fora a Pernambuco. Desta vez envolvendo o rei do baião Luiz Gonzaga. (Ouça o relato).

Para quem já quer se ambientar ao clima de Pernambuco pode ouvir a música “A feira de Caruaru”, (ouça) de Luiz Gonzaga, que confirma a diversidade cultural proposta por Rogéria.

A exposição vai até o dia 31 de outubro no Espaço Cultural Sobrado, na Rua Batista de Oliveira, nº 1230, no Bairro Grambery. A visitação é aberta ao público de segunda a sexta-feira de 9h às 19h e aos sábados de 9h às 14h e a entrada é franca. Informações no telefone 3218-7339.


<!–[if gte mso 9]> Normal 0 21 false false false MicrosoftInternetExplorer4 <![endif]–><!–[if gte mso 9]> <![endif]–> <!–[endif]–>

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Cultura e Arte

2 Respostas para “Pernambuco em Juiz de Fora

  1. Beatriz

    Gostaria de parabenizá-los pela matéria, e deixar registrado minha admiração por este espaço cultural, que tanto tem acrescentado à cultura da cidade. Parabéns a ambos.

  2. Gerson

    Lindo, que bom existir lugares assim na cidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s