Sport amarga prejuízo nos jogos realizados no Estádio Municipal

Paulo Lopes

O Corpo de Bombeiros não liberou o estádio do Sport, Procópio Teixeira, e com isso o Periquito está mandando seus jogos no Estádio Municipal. O fato do time não jogar em seu campo, onde já estava acostumado, não é a única preocupação da diretoria. Os dirigentes reclamam que as partidas disputadas no Municipal estão trazendo prejuízos ao clube.

sport

O vice-presidente do clube, Márcio Guerra, revela que cada partida disputada no Estádio Municipal, o clube tem prejuízo de R$ 3 mil. “O quadro de funcionários móvel é maior, tem que pagar o deslocamento dessas pessoas, tudo isso gera gasto. Além das despesas do Municipal serem maiores por ser um estádio grande”, explica Márcio.

O estádio Procópio Teixeira passou por reformas para poder receber jogos da segunda divisão do Campeonato Mineiro. A altura do parapeito da arquibancada foi aumentada, foram colocados degraus e placas de identificação e as saliências que existiam na arquibancada foram retiradas.

Reformas no estádio foram insuficentes para a realização de jogos no local

Reformas no estádio foram insuficentes para a realização de jogos no local

Márcio Guerra diz que o Procópio Teixeira está apto a receber as partidas. “Nós fizemos tudo o que nos foi pedido. As reformas são suficientes para o Sport mandar seus jogos em seu próprio estádio. Eu não sei o que o Corpo de Bombeiros quer.” No entanto, o Corpo de Bombeiros alega que as reformas não foram suficientes para garantir a segurança dos torcedores e que, dessa forma, o clube não pode mandar os jogos no seu campo.

O assessor de imprensa do Sport, Eric Chaves, não concorda com critério utilizado pelo Corpo de Bombeiros. “O Sport já jogou com o estádio lotado na final da Copa Panorama. E por quê liberam jogos dos times juvenil e infantil do Sport no Procópio Teixeira? Cada jogo da base vai cerca de 300 pessoas”, questiona.

Eric viajou recentemente para Tombos, onde aconteceu o jogo entre Tombense e Sport e disse que o estádio do time da casa é acanhado. “O campo cabe mil pessoas. O Procópio Teixeira não deve nada para ele. Se o estádio do Tombense está liberado, o do Sport também tem que ser.”

Enquanto o clube aguarda a decisão do Corpo de Bombeiros, o time vai continuar jogando no Estádio Municipal. O Sport joga mais duas vezes em Juiz de Fora. No dia 13 de setembro o verdão enfrenta o Tombense e, no dia 27 do mesmo mês, encara o Contagem.

Confira a tabela do Sport no Campeonato Mineiro

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Esporte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s