Aluguéis ficam mais baratos

Por Ana Paula Nascimento

Gráfico da Fundação Getúlio Vargas

Gráfico da Fundação Getúlio Vargas

Os aluguéis estão mais baratos devido à queda acumulada ao longo deste ano do IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado). Este índice é utilizado para delimitar os aumentos dos contratos de aluguéis e indexar algumas tarifas, como a energia elétrica.

O cálculo do IGP-M é feito mensalmente com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência. De acordo com dados da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em agosto a variação foi de  -0,36 %. O IGP-M analisa as variações de preços do Índice de Preços por Atacado (IPA), que tem peso de 60% do índice, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30% e o Índice Nacional de Custo de Construção (INCC), que representa 10% do IGP-M.

Tarifas do grupo de bens de consumo duráveis, bens intermediários (como materiais e componentes para a construção) e matérias-primas brutas (milho, soja, café) sofreram decréscimo, o que contribuiu para esta desaceleração.

Isto reflete diretamente no bolso dos inquilinos que pretendem continuar no imóvel alugado e sempre precisam adequar os gastos ao orçamento familiar.

Preços também variam de acordo com a demanda dos imóveis

Preços também variam de acordo com a demanda dos imóveis

Eliane Oliveira Matta é sócia-proprietária de uma imobiliária de Juiz de Fora e segue a tabela do IGP-M. Segundo Eliane, os contratos de aluguéis são reajustados anualmente de acordo com o “aniversário do contrato”. Para os contratos determinados que ainda estejam em vigor, o preço deveria ser menor este mês, uma vez que houve uma deflação. Mas para aqueles indeterminados, ou seja, os já vencidos, o valor pode ser mantido ou negociado de acordo com cada proprietário, esclarece a empresária.

Eliane explica como o mercado de Juiz de Fora varia a cada ano de acordo com a oferta de imóveis. Ouça.

A dona de casa Maria Helena da Silva Brito sempre morou de aluguel e está em um imóvel há 15 anos. Ela afirma ter dificuldades na hora de negociar o reajuste. “No início o proprietário aceitava negociar o valor do aluguel, mesmo com o reajuste anual, nós conversávamos e o preço do ano anterior era mantido, mas ultimamente isso não ocorre e há aumento todo ano.”

FONTE: Base de dados do Portal Brasil

FONTE: Base de dados do Portal Brasil

O aluguel de Maria Helena sofreu acréscimo de 5,2% em julho deste ano e, no ano passado, o aumento foi de 27,7%. A dona de casa paga atualmente R$242 pela locação de seu apartamento. Desconsiderando a decisão do proprietário, o valor do imóvel deveria diminuir ou ser mantido de acordo com o índice do IGP-M de julho que foi de -0,43%.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Economia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s