Museu da UFJF resgata história da tecnologia em Juiz de Fora e ensina física a alunos da cidade

Henrique Fernandes

Muita gente, quando no período escolar, já teve grandes dificuldades em uma das disciplinas que mais causam problemas aos estudantes: a temida física. Eletricidade, dinâmica, ótica, são conteúdos que tiram o sono de todos aqueles que se enrolam para lidar com números e interpretar fenômenos da natureza.

O que pouca gente sabe é que desde 2001 existe em Juiz de Fora o Museu Dinâmico de Ciência e Tecnologia (MDCT). Um dos objetivos é facilitar a vida de estudantes que tem a física como sua inimiga, através de um vasto acervo e de uma maneira interativa e participativa de se ensinar a matéria.

Reformado, o museu hoje tem acervo bastante completo a disposição dos visitantes

Reformado, o museu hoje tem acervo bastante completo a disposição dos visitantes

Na verdade, a faculdade que mais está ligada ao museu é a de Engenharia da UFJF. O professor Paulo Noronha, que atualmente dirige o MDCT, inclusive, fala sobre a importância do museu para Juiz de Fora: “Reunimos no local muitas peças que contam a história de Juiz de Fora. Por tratar-se de um museu de ciência e tecnologia, podemos dizer que é a história da indústria na cidade que está sendo contada.”, afirma.

No acervo do museu, há duas fontes básicas de peças e instrumentos. Uma delas provém da antiga Escola de Engenharia de Juiz de Fora, fundada em 1914. Desde aquela época, muitas peças são guardadas e arquivadas e foram todas reunidas no museu em um processo de resgate histórico. Completando o arquivo está uma série de instrumentos científicos franceses, que ilustram e exemplificam fenômenos físicos importantes para o desenvolvimento da ciência na história da humanidade.

O Museu resgata a memória da Escola de Engenharia de Juiz de Fora, fundada em 1914

O Museu resgata a memória da Escola de Engenharia de Juiz de Fora, fundada em 1914

Segundo o professor Paulo Noronha, o museu tem dois objetivos básicos bem definidos: “Sempre procuramos aqui resgatar e preservar a história da ciência na faculdade de Engenharia. Além disso, possibilitamos acesso às pessoas a este mundo da ciência e tecnologia para que conheçam melhor o desenvolvimento da cidade neste sentido.”, diz.

O Museu Dinâmico de Ciência e Tecnologia está localizado à Av. Barão do Rio Branco, centro de Juiz de Fora. Os horários de visitação são de segundas as sextas de 8 às 12h e de 13 às 17h. Agora os estudantes vão ter que arranjar outra desculpa para aquelas notas baixas em física no boletim.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência & Tecnologia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s