Caderno Encontrare estimula a produção literária em Juiz de Fora

por Edson Munck Jr

Em meados de 2007, um grupo de amigos estava assentado à mesa de um bar. Conversa vai, conversa vem, até que esses amantes da literatura e da arte tiveram uma ideia. Eles decidiram publicar as poesias, as crônicas e os contos que costumavam escrever. Surgia aí o Caderno Encontrare: uma publicação juizforana que resgata e aviva a paixão pela poesia e pela literatura na cidade.

O objetivo do Caderno Encontrare é concentrar novas pessoas que escrevem literatura e ser um meio de mostrar o trabalho desses anônimos. “Pensamos, originalmente, em ser um poezine: um fanzine de poesias; algo alternativo”, complementa Luiz Fernando Priamo, um dos fundadores do Encontrare.

Na foto, o kit com as quatro primeiras edições do Encontrare. A publicação é fotocopiada, grampeada, em preto e branco. Cada texto pode ser destacado a fim de ser passado adiante

Na foto, o kit com as quatro primeiras edições do Encontrare. A publicação é fotocopiada, grampeada, em preto e branco. Cada texto pode ser destacado a fim de ser passado adiante

Daquela conversa no bar até a publicação do primeiro caderno, foram seis meses. A edição inaugural do Encontrare chegou ao público em janeiro de 2008. Hoje, já existe o quinto caderno. A tiragem da primeira e a segunda edição do Encontrare foi de 200 cópias cada. Já o terceiro e o quarto caderno alcançaram, cada um deles, o dobro: 400 cópias. Para José Alexandre Abramo, um dos idealizadores do Encontrare, os três primeiros cadernos são bastante homogêneos quanto à composição, porém “o quarto caderno quebra com essa estrutura. Há uma ruptura. Queremos expandir a nossa proposta e, por isso, não queremos ter uma rigidez na forma.”

Perfil dos escritores

As pessoas que escrevem para o Encontrare são estudantes e profissionais de diferentes áreas. “As pessoas que publicam no Caderno são aquelas que gostam de escrever, mas que, ainda, não tiveram a oportunidade de divulgar seus textos”, diz José Alexandre. Muitos dos autores que têm seus textos publicados no Encontrare nunca pensaram em publicá-los antes. Para os organizadores da publicação, o contato com outros escritores anônimos motiva e encoraja as outras pessoas para deixarem seus textos à mostra.

Para os participantes do Caderno Encontrare, a poesia é mais comum do que parece. “Ela não está restrita a um determinado grupo, é uma forma de se comunicar, é uma linguagem e todos a conhecem”

Para os participantes do Caderno Encontrare, a poesia é mais comum do que parece. “Ela não está restrita a um determinado grupo, é uma forma de se comunicar, é uma linguagem e todos a conhecem”

Hoje, definir o grupo é uma tarefa complexa, já que a proposta do Encontrare é, justamente, reunir mais e mais pessoas. Os responsáveis, atualmente, por organizar a produção e a publicação do caderno literário são sete: Amanda Messias, Diogo Pires, Ivan Cunha, José Alexandre Abramo, Luiz Fernando Priamo, Paulo Erenio e Thaís Thomaz.

Qualquer pessoa que gosta de escrever e queira ter seus textos publicados no Caderno Encontrare pode enviar sua produção para cadernoencontrare@gmail.com. Como critério de seleção, pede-se que o interessado envie, no mínimo, três textos diferentes e inéditos para que a comissão selecione um a fim de integrar a edição do caderno literário.

Perspectivas

Segundo os responsáveis pelo Caderno, quando a terceira edição foi lançada, foi perceptível que mais pessoas na cidade já conheciam a proposta do Encontrare. E, além das pessoas de Juiz de Fora, o Encontrare já tem repercussão em Minas Gerais, Santa Catarina e até em Buenos Aires.

A criação do Sarau On-Line também foi uma iniciativa do grupo idealizador. Esse recurso permite uma interação constante entre os amantes da literatura, ampliando a proposta do Encontrare e mantendo os interessados próximos uns dos outros. Semanalmente, diversas poesias, contos, crônicas e etc. são compartilhados pela internet. Muitos dos que escrevem no Encontrare mantêm blogs, publicando suas produções. “Pretendemos criar um site, para disponibilizar as edições anteriores do Caderno. Além disso, há a possibilidade de expandir a publicação para outras cidades da região”, comenta Luiz Fernando Priamo.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Cultura e Arte

Uma resposta para “Caderno Encontrare estimula a produção literária em Juiz de Fora

  1. Ai, que orgulho!
    Ficou muitoooo legal a matéria!
    Deniele

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s