Pet shop: da necessidade ao mimo

por Reginaldo Alves

            Talco e perfume? Vai cortar as unhas? Laço ou gravata? Essas expressões poderiam ser usadas facilmente em um salão de beleza. Entretanto, as perguntas são feitas aos donos de animais quando eles levam seus bichos de estimação não a um centro de estética, mas a um lugar destinado a cães e gatos: o pet shop.

Sheike se prepara para a tosa!

Sheike se prepara para a tosa!

            Sheike é um cão, ou melhor, um cliente assíduo de um pet shop, localizado no São Pedro. O cãozinho dorme dentro de casa, especificamente, na mesma cama que o filho de Eliana, dona do animal. A aposentada fala sobre as vantagens dos estabelecimentos que oferecem serviços especializados para os cães. “Normalmente, levo o meu cachorro duas vezes por mês ao pet shop. Como o Sheike fica o tempo todo dentro de casa, eu o levo para fazer a tosa higiênica, para mantê-lo sempre limpo. Em relação aos banhos, economizo tempo ao trazê-lo ao Pet”.

            Além do banho e da tosa, Sheike também desfruta de outros mimos. O cãozinho de raça indefinida tem duas camas espalhadas pela casa. Petiscos, como biscoitos, também não podem faltar na alimentação dele. Para a diversão, o cachorro de Eliana tem bolinhas e outros brinquedos para se distrair. No entanto, a aposentada revela qual é a brincadeira preferida do animal: ”Eu tenho vários bichos de pelúcia sobre a cama. Mesmo com muitos brinquedos, Sheike adora pegar um urso e carregá-lo por toda a casa.”

Brinquedos também movimento o mercado pet

Brinquedos também movimento o mercado pet

            Por que o mercado para cães e gatos se expandiu tanto no país nos últimos anos? Por que os animais são tão mimados pelos seus donos? Aline Moreira, veterinária e proprietária de um pet shop, apresenta algumas possíveis respostas: “São vários fatores que podem ser atribuídos a esse zelo excessivo. Um deles é o fato de que  muitas famílias terem diminuído. Na atualidade, muitos casais optam por não ter filhos. Assim, os animais se tornam quase filhos substitutos. Por essa razão, as pessoas querem oferecer o melhor para o cão ou para o gato, como ração, exames, produtos e serviços voltados para os bichinhos”.

            Em relação aos produtos e serviços oferecidos pelo pet shop, a veterinária ressalta que busca um diferencial a fim de atrair os clientes e conseguir manter a estabilidade nesse mercado com alto índice de concorrência. “Além de vender rações e medicamentos, também os entregamos aos domicílios dos clientes. A hospedagem dos animais também é um diferencial. A clínica é um fator importante para auxiliar na saúde dos animais. Em relação aos produtos, as caminhas, as coleiras e os peitorais são os mais vendidos”, declara Aline.

A veterinária é proprietária de um pet shop

A veterinária é proprietária de um pet shop

 

Cuidados com os animais e na hora de escolher o pet shop

 

            Além do banho e da tosa, a escovação dos dentes é uma etapa importante para a higienização do cãozinho. Em relação aos tipos de animais, os pet shops são frequentados por diversas raças, atendendo desde cães menores como Sheike, até os grandes, como a pastora dinamarquesa, Dara (ver foto abaixo).

A focinheira é uma ferramenta importante para a proteção do animal

A focinheira é uma ferramenta importante para a proteção do animal

            Carlos Reis trabalha há dois anos em pet shop. O funcionário argumenta que é preciso gostar muito da profissão, além de ter muito cuidado para lidar com os animais. “Recebemos cachorros de todos os tipos, pequenos e grandes, mansos e bravos. Quando o animal é mais arisco usamos a focinheira, como proteção não só para quem trabalha no pet, mas inclusive para a segurança do próprio animal. O ambiente é diferente e pode deixar o cachorro ainda mais estressado. Por isso, é preciso ter paciência”, relata.

            As referências de outras pessoas que já usaram os serviços do pet shop são importantes para a escolha do local. Aline Moreira(ouça a sonora) esclarece que é essencial verificar as condições do ambiente, principalmente, a higienização. “Os profissionais precisam ser qualificados. Por exemplo, os que trabalham aqui fizeram cursos. Além disso, é bom ter um vidro para mostrar o animal. A visualização do bichinho é muito importante, pois demonstra transparência no cuidado com ele. Se o cão sempre volta estressado do banho, é bom verificar, pois pode ou não haver uma agressão”, comenta a veterinária. Aline também ressalta que é bom evitar locais que recebem muitos cães simultaneamente e que, de preferência, o dono opte por levar o bichinho em um horário mais tranquilo, evitando o estresse do animal.

Moda Pet. Elegância a quatro patas

Moda Pet. Elegância a quatro patas

            Roupas, coleiras e laços também são adereços vendidos nos pet shops. Além dos apetrechos, existem tendências em relação à tosa. Para quem quiser deixar seu cãozinho na moda, o funcionário do pet shop, Rafael Rocha dá uma boa dica: “A tosa que está na moda é a verão. O pelo fica mais baixo no corpo e a pelagem da cabeça fica mais alta, diferenciando as patas e dando mais destaque a elas”. Após o novo visual do cão, é hora de aproveitar para passear com o bichinho.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s