Discussão dos problemas no Granbery marca a 83ª Câmara Itinerante

Paulo Lopes

Enchentes, roubos e furtos, esgoto a céu aberto e superpovoamento foram os assuntos tratados na 83ª Câmara Itinerante. A edição do projeto foi realizada no Bairro Granbery, no auditório do Instituto Metodista Granbery. Além dos moradores locais, estavam presentes pessoas do Bom Pastor, Boa Vista, Centro e Guaruá.

83ª edição da Câmara Itinerante aconteceu no Instituto de Ensino Granbery

83ª edição da Câmara Itinerante aconteceu no Instituto de Ensino Granbery

O encontro, realizado dia 16, contou com a participação dos vereadores, dos moradores do bairro e representantes de órgãos públicos municipais. O presidente da Câmara, Bruno Siqueira (PMDB), conduziu a audiência.

Ana Maria, moradora há 32 anos do bairro, foi a primeira a se pronunciar. Para ela, o Granbery tem muitos problemas. “Aqui não pode chover. Qualquer chuva causa enchente. Existe esgoto a céu aberto, o bairro parece uma favela. Falta segurança também, assaltaram até a igreja”, diz indignada. A moradora pede providências das autoridades. “Alguém tem que fazer algo. Senhores vereadores, vocês e o prefeito precisam resolver os problemas”, cobra.

Vereadores relataram os problemas do bairro

Vereadores relataram os problemas do bairro

Após a moradora, foi a vez dos vereadores falarem. Porém, os legisladores não apresentaram soluções para os problemas, apenas enumeraram outros. Betão (PT) destacou a situação da habitação. Ele criticou o surgimento de vários prédios na região. “O bairro não tem estrutura para suportar tanta gente. A consequência disso são as enchentes e o trânsito ruim”, declara o petista.

Os vereadores José Laerte (PSDB) e Flávio Cheker (PT) concordaram com Betão e disseram que algo precisa ser feito para evitar o aparecimento de tantos prédios no bairro. O vereador tucano e Cheker disseram que o Granbery não comporta o número de habitantes de hoje.

Bruno Siqueira encerrou a 83ª edição da Câmara Itinerante dizendo que os problemas foram anotados e os vereadores vão passar para os órgãos competentes para tentar resolvê-los o mais rápido possível.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s