Espelho, espelho meu…

Por Gláucia Almeida

Quem nunca parou na frente do espelho e se viu insatisfeito que atire a primeira pedra, mas não há nada mais animador do que perceber que aquela gordurinha localizada que tanto incomodava simplesmente desapareceu. Porém, nem sempre é possível perder peso num passe de mágica, para algumas pessoas o resultado de horas na academia e renúncias alimentares pode demorar muito a chegar.

ccc

A endocrinologista Camila Maciel mostra como é simples o exame

“Algumas vezes, a dificuldade de perder peso é decorrente de dietas e atividades físicas inadequadas”, é o que explica a endocrinologista Camila Maciel. Mas através de um exame que dura cinco minutos, chamado bioimpedância, é possível estimar a porcentagem de gordura e músculo no corpo de uma pessoa, viabilizando assim uma orientação personalizada feita por um médico.

Mesmo que uma pessoa tenha a porcentagem ideal de massa muscular e de gordura, é possível que estes valores estejam mal distribuídos pelo corpo. Segundo a Dra. Camila Maciel, essa é a maior vantagem do aparelho de bioimpedância. “Com os valores de impedância, o paciente é dividido em quadrantes, (membros superiores e inferiores) assim conseguimos ver como ele está de massa magra e em qual quadrante ele está acima ou abaixo do normal”.

Essa precisão obtida com o exame é o que pode otimizar o treinamento físico e permitir que seja elaborada uma dieta individualizada. A estudante de comunicação, Tamires Freitas, malha há um ano e meio e admite que a bioimpedância pode se tornar um método de sucesso. “Achei muito interessante, porque faço avaliações físicas a cada dois meses para continuar com o treinamento adequado e com esse novo aparelho eu poderia agilizar o processo de exames e ter mais exatidão nos dados”.

O aparelho de bioimpedância parece uma balança de banheiro, mas pode

comp

O aparelho Inbody-R20 se asemelha a um balança de banheiro

oferecer muito mais do que o peso do corpo. “A gente coloca a identificação do paciente, a idade, a altura e o sexo. Quando o paciente pisa no aparelho, vem o peso corporal e alguns índices que a gente capta pelo pen-drive”, explica a endocrinologista. E através de um método chamado impedância, que atua por condutividade elétrica, o aparelho fornece o peso, a massa de musculatura e a massa de gordura do paciente. “Num primeiro momento o aparelho vai medir a condutividade da água, então ele usa a água como comparação e consegue medir a condutividade da musculatura e depois consegue medir a de gordura também”. (Ouça a explicação da endocrinologista  Camila Maciel)

De acordo com Camila, o exame serve para conhecer o metabolismo do paciente, pois através dele também é possível determinar o risco cardiovascular, a quantidade de calorias que essa pessoa gasta quando executa determinada atividade física e também o gasto energético basal, ou seja, a quantidade de calorias que essa pessoa precisa para sobreviver em situação de repouso. “Então eu faço esse exame no paciente e aplico a dieta já de acordo com aquele metabolismo e o resultado que a gente consegue em consultório é muito mais rápido, porque eu já dou o tiro certo, não fico experimentando dietas”.

Veja um modelo de laudo personalizado, com dados obtidos através do exame de bioimpedância: modelo-bioimpedancia

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Ciência & Tecnologia

Uma resposta para “Espelho, espelho meu…

  1. Pingback: Dra.Camila Maciel » Blog Archive » Matéria publicada em 06 de novembro no Juiz de Fora on line

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s