Centro Cultural Bernardo Mascarenhas recebe verba para revitalização do patrimônio

Por Michele Leite

Bernardo Mascarenhas

Centro Cultural Bernardo Mascarenhas é contemplado para revitalização

 

            O Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM) receberá 145 mil reais para investir na preservação e melhorias do espaço. A verba será repassada pela Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, através do programa Fundo Estadual da Cultura. Em Juiz de Fora, o projeto apresentado pela Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage, Funalfa, foi o único selecionado.

            De acordo com o diretor do CCBM, Guy Schimdt, o dinheiro será importante para a recuperação do telhado (proposta de se fazer uma sub-cobertura), o tratamento de cupim e a instalação de um elevador de acesso ao segundo andar. No total, serão 1300 metros quadrados de sub-cobertura, incluindo a troca de equipamento e o tratamento da madeira, e 230 metros de madeira para a estrutura. O prazo para o término da obra ainda não está previsto, pois depende da firma que vencer a licitação e as mudanças serão feitas em partes. Nesse período, o Centro funcionará normalmente, porém com áreas de interdição. 

Interna

Uma sub-cobertura é a alternativa para a parte interna do espaço cultural

            Guy completa que a escolha pela sub-cobertura se deu porque o CCBM é um bem tombado e, dessa forma, a parte externa (que envolve o telhado, principalmente) não pode ser modificada. Ele ainda destaca a importância da revitalização do espaço para a cidade.

            O Centro Cultural Bernardo Mascarenhas fica na Avenida Getúlio Vargas, 200, Centro e funciona de terça a sexta, das 9h às 21h, e aos sábados e domingos, das 10h às 16h. 

O Fundo Estadual de Cultura

            O Fundo Estadual de Cultura (FEC) foi criado em 2006 pela Secretaria de Estado de Cultura, com o apoio do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) e busca estimular o desenvolvimento cultural nas diversas regiões do estado, com foco prioritário no interior.          

            Em sua quarta edição, o FEC aprovou 147 projetos na categoria “Liberação de recursos não reembolsáveis”. O projeto tem verba de nove milhões de reais, dos quais 7,9 milhões estão direcionados para o interior.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cultura e Arte, Primeira Página

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s