Cães e gatos recebem dose da vacina antirrábica

por Fernanda Rocha

       A segunda etapa da Campanha de Vacinação Antirrábica aconteceu no último sábado (07), em Juiz de Fora. Em toda a cidade, foram disponibilizados 36 postos de atendimento para a vacinação de cães e gatos. A população pôde levar seus animais a partir de três meses de idade para receber as doses em algumas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), nas praças do São Mateus e Bom Pastor, além do Parque Halfeld e creche do Manoel Honório, das 8hs às 16hs.      

foto materia 008

Quem não tem cão, vacina gato, como Erick Melo

A vacinação contra raiva é gratuita e muito importante para a saúde do animal, pois a doença não tem cura e mata. A dose disponibilizada nesta etapa é de reforço para os animais que receberam apenas uma dose da vacina durante toda a sua vida, para os que não receberam a dose na primeira etapa ou para aqueles que o dono desconheça seu histórico vacinal. A exceção é apenas para os animais doentes.

       Logo pela manhã muitas pessoas levavam seus animais para receber as doses e serem imunizados. Na praça do bairro São Mateus, a agente de saúde Janice Dutra, disse que é grande o número de pessoas conscientes da importância da vacinação. “Os donos de animais os tratam como filhos, então cuidam e dão importância à vacinação como se fosse um bebê”. Erick Melo levou seu gato e acredita que depois da vacina ele está mais protegido.

A raiva

foto materia 009

Panfleto da Campanha Nacional contra a Raiva

A raiva é uma doença infecciosa aguda que acomete mamíferos. É causada por um vírus que se propaga no organismo, atingindo o sistema nervoso central, passando às glândulas salivares. A forma mais comum de transmissão da doença ao homem é pelo contato com a saliva do animal raivoso, por meio de mordidas, arranhões ou lambidas de mucosa ou de pele. Os principais vetores de transmissão são cães, gatos e morcegos.

       A veterinária Luciana Carla Ferreira Rocha, fala sobre os efeitos da doença nos animais. Desde 1998, em Juiz de Fora, não são registrados casos de raiva em cães e gatos. A cidade nunca teve casos de raiva em seres humanos. Por isso a importância de participar da campanha, comenta a veterinária, também especialista em clínica e cirurgia de pequenos animais.

Resultados

       Segundo dados do departamento de Zoonoses da Secretaria de Saúde (SS), durante a primeira etapa da campanha de vacinação antirrábica, realizada no dia 3 de outubro, aproximadamente 51 mil animais foram imunizados, sendo 46.989 cães e 3.879 gatos. Com o total, foi superada a expectativa inicial, que era vacinar 45 mil animais. Nessa segunda fase, 7,2 mil animais foram vacinados. 

       Aqueles que por algum motivo não puderam levar seus animais para vacinar durante a campanha, devem entrar em contato com o Departamento de Zoonoses para saber do local mais próximo. Ou então devem procurar qualquer pet shop ou clínica veterinária, porém, na rede particular a vacina tem custo.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência & Tecnologia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s