Redução do IPI anima os comerciantes para o Natal

por Hellen Katherine

Em abril deste ano, o governo federal aprovou a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados, o famoso IPI, incidente sobre os itens da chamada linha branca, que inclui eletrodomésticos, como geladeiras, freezers, fogões, bebedouros, máquinas de lavar e secadoras. Na época, as vendas já apresentaram uma movimentação diferenciada, que fez o lucro das lojas aumentar em, aproximadamente, 20%, assim como o número de empregos gerados.

geladeiras

Redução do Imposto aumentou as vendas em Juiz de Fora e promete esquentar o Natal

A indústria de eletrodomésticos é considerada parte do que os especialistas chamam de uma cadeia multiplicadora, ou seja, um setor gerador de empregos diretos e indiretos, similar, por exemplo, ao setor automobilístico. Em março, os comerciantes observaram uma queda de 10% nas vendas, em relação ao mesmo período de 2008. Com a redução do IPI no mês seguinte, a expectativa de recuperação foi logo atingida, movimentando o comércio e impedindo que o país sofresse muito com a crise mundial que se instalava.

A medida anunciou a queda da alíquota de produtos como geladeira, de 15% para 5%; fogões, de 5% para 0%; máquinas de lavar, de 20% para 10%; e tanquinhos, de 10% para 0%. Esses são, inclusive, os produtos que mais têm fisgado a atenção do consumidor.

Em Juiz de Fora, a redução foi tão positiva para o setor que seu reflexo ainda está sendo sentido pelos comerciantes. Segundo o gerente de loja, Anderson Luiz, nos último seis meses, o número de vendas teve um aumento de 40% a 50%. Os números resultam em uma injeção de ânimo para as compras de Natal que já estão começando. A linha branca está na lista das maiores apostas o fim do ano, juntamente com a linha de produtos modernos. “No final do ano, o que mais sai são produtos de tecnologia, como TV´s de LCD, o grande foco do final de ano, junto com a linha branca também, que a gente trabalha o ano inteiro e tem um aumento muito expressivo no mês de dezembro”. Anderson destaca, ainda, a chamada linha marrom, que inclui aparelhos de áudio e vídeo. “Além da linha de informática, que também tem aumentado bastante”, completa.

A expectativa para o Natal contribui, também, com o aumento dos empregos temporários, muito comuns nessa época do ano. A necessidade de mais pessoas trabalhando, para suprir as vendas que estão por vir, faz com que as lojas contratem mais e melhor. “No final do ano, há a necessidade de aumentar o quadro. A gente aumenta em média de 30% para conseguir atender a demanda”, explica Anderson. O gerente acrescenta, ainda, que, nessa época, há chances reais de contratação após o trabalho temporário. “Novembro, dezembro e janeiro é a hora da mudança. Quem se destacar, tem emprego garantido para 2010”, garante.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Economia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s