Preparativos para o Pan-americano escolar

Cidade quer fazer dos Jogos uma “vitrine” para entrar no circuito esportivo mundial

Por Pedro Brasil

Uma competição esportiva de grande porte, como um Pan-americano é, sem dúvida, um atrativo turístico. Muitos estudantes estrangeiros estarão desembarcando no segundo semestre para participar e assistir à competição das Américas em Juiz de Fora. Isso significa que hotéis, restaurantes, shoppings e lojas da cidade terão um significativo aumento no número de clientes. Mas será que o município possui toda a infra-estrutura necessária para receber um evento dessa magnitude?

A Prefeitura da cidade e o Juiz de Fora Convention Bureau acreditam que sim. A estimativa, segundo a organização do evento, é de que o município receba cerca de 2.000 participantes, entre atletas e equipe técnica. Isso sem contar os familiares, que certamente acompanharão alguns dos competidores (lembrando que os atletas tem entre 15 e 17 anos) e sem citar os espectadores de todo o Brasil que podem vir para a cidade para acompanhar os jogos.

De acordo com informações do JF Convention, hoje a cidade possui mais de 2.000 unidades habitacionais (vagas em hotéis e pousadas). Caso seja necessário, a cidade poderá utilizar também alojamentos e a rede hoteleira do entorno para abrigar os turistas.

Organização

A organização dos Jogos fica por conta da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), responsável por selecionar voluntários, que irão trabalhar como intérpretes e grupo de apoio nos locais das disputas. “Vamos precisar de profissionais e estudantes de diversas áreas, como Letras, Comunicação e Educação Física”, informou o secretário de esportes e Lazer da Prefeitura, Renato Miranda.

Além de providenciar toda a logística para o evento, a PJF também será a responsável pela hospedagem, alimentação e traslado das equipes. “Nossa conquista contou com o apoio, principalmente, do Ministério do Esporte e da UFJF. Agora, precisamos da participação de todas as organizações da cidade para realizar um evento desta grandiosidade. O Pan-americano vai trazer um imenso retorno econômico e a transformação da consciência esportiva da cidade e região”, declarou o secretário.

Importância do Pan para a cidade

A organização vê no panamericano uma possibilidade de aumentar a  visibilidade no cenário esportivo mundial.  E ainda poderá servir de vitrine da infra-estrutura do município para a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos (a cidade deseja ser uma “base camp” na Copa, uma espécie de centro de treinamentos de uma seleção antes de a competição começar). “Será uma grande oportunidade de divulgar a cidade como um todo, desde seu complexo poliesportivo, rede hoteleira, gastronomia, comércio e atrativos históricos, artísticos e culturais, estes últimos não só da cidade, mas também do entorno e de toda Minas Gerais”, é o que ressalta o presidente do Juiz de Fora Convention Bureau, Marco Antônio Menezes Coelho da Silva.

Diferenciais da cidade para ser a sede

Para ser a sede dos jogos, Juiz de Fora venceu a concorrência com a Cidade do México e com San Juan, capital de Porto Rico. Como requisito para abrigar os Jogos Pan-americanos escolares, a cidade também teve que se comprometer a realizar um evento cultural durante um dia do período de disputas, além de promover as cerimônias de abertura e encerramento. De acordo com a Secretaria de Esportes e Lazer da Prefeitura, os pontos favoráveis mais importantes de Juiz de Fora são a localização geográfica e a estrutura esportiva da cidade.

Onde acontecerão os jogos?

A UFJF será a principal sede dos Jogos, auxiliada por clubes e escolas da cidade, como o Instituto Granbery, por exemplo. Além disso, o Estádio Municipal Radialista Mário Helênio também será utilizado.

Para receber a competição, na UFJF, especificamente, o Centro Olímpico da Faculdade de Educação Física e Desportos foi alvo de reformas. Ao todo são mais de R$ 8 milhões em investimentos, com recursos advindos da UFJF e do Ministério do Esporte. Sete obras ainda estão em andamento, com destaque para o ginásio poliesportivo, com piso flutuante, telha acústica e capacidade para 900 pessoas; o Bloco, que inclui a piscina de 25 metros, com aquecimento solar e estúdio de musculação com equipamentos de última geração; e a pista de atletismo, com padrão internacional, que poderá sediar eventos de grande porte de todas as modalidades de atletismo, dentre outros. Além dessas construções, foram instaladas estruturas metálicas espaciais na cobertura do parque aquático, na arquibancada do campo de futebol e na quadra poliesportiva.

O campo da FAEFID sediará as provas de atletismo

Os Jogos irão começar no dia 4 de agosto e a cerimônia de encerramento será no dia 11 do mesmo mês. O Brasil vai ser representado por duas delegações na competição. O “Brasil Um”, formado por atletas da cidade, e o “Brasil Dois”, formado por atletas do resto do país selecionados pela CBDE (Confederação Brasileira de Desporto Estudantil).

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Webjornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s