Banco de Leite de Juiz de Fora completa 19 anos

Por Magali Pereira

Início do tratamento do leite no laboratório

O Banco de Leite Humano de Juiz de Fora, uma parceria da Associação Municipal de Apoio Comunitário (Amac) e da Secretaria de Saúde, está comemorando 19 anos de existência. Durante o seu período de funcionamento, já foram doados aproximadamente 13 mil litros de leite. Entre os serviços prestados pelo banco estão a coleta, a pasteurização, o armazenamento e a distribuição gratuita do leite humano. O banco de leite também conta com uma equipe de apoio e orientação às gestantes e mulheres que estão amamentando, com o objetivo de incentivar o aleitamento materno e também a doação.

O período de amamentação é fundamental para o desenvolvimento do bebê. Até os seis primeiros meses de vida, a criança não necessita de mais nada além do leite materno. E só depois desses primeiros meses é permitido incorporar novos sabores e texturas à alimentação da criança.

A pediatra e coordenadora do Banco de Leite, Márcia Mizrahy destaca que ao mamar no peito o bebê desenvolve a musculatura orofacial de forma adequada, além de prevenir alergias respiratórias e gástricas. A amamentação também ajuda no controle a longo prazo da obesidade, hipertensão e diabetes. Márcia ressalta ainda que “o leite materno auxilia no desenvolvimento cerebral e da visão”.

A colaboração da população, através das doações, é de fundamental importância para que o Banco de Leite continue trabalhando em prol da saúde dos bebês. Porém, de acordo com a coordenadora, a demanda está sempre no limite. “Estamos sempre solicitando que as mães que tem excesso de leite se sensibilizem e se cadastrem como doadoras”.

O material coletado é distribuído para as UTIs Neo Natais de Juiz de Fora e de cidades da região da Zona da Mata como Barbacena, São João Neponuceno, Cataguases, Barroso, dentre outras. Na cidade, os hospitais atendidos são a Santa Casa de Misericórdia, a Maternidade Terezinha de Jesus, o Hospital João Penido e o Hospital Albert Sabin.

Com o inverno se aproximando as doações de leite materno costumam diminuir. Por isso, a pediatra Márcia Mizrahy pede as mães “que, mesmo no frio, elas façam doações e bebam muito líquido para estimular a produção de leite”.

As mães que se interessarem em ser doadoras podem entrar em contato com o Banco de Leite por meio do Disque Amamentação, pelo telefone (32) 3690-7436. A unidade fornece gorro, máscara e o pote adequado para a coleta. O material é entregue em casa e os Bombeiros Amigos do Peito vão até a residência buscar o leite materno já congelado. Ouça.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s