Karatê debaixo d’água

Aula de hidrokaratê une benefícios da arte marcial e da hidroginástica

Por Bárbara Schlaucher

Criado em Juiz de Fora, o hidrokaratê é uma metodologia inédita de treinamento que une as técnicas do karatê à hidroginástica. O educador físico Ronaldo Miana é o idealizador da nova atividade física, registrada no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). “Pratico karatê-do há mais de 20 anos. No início do treinamento, tinha dificuldades para realizar determinados golpes. Por isso utilizava as propriedades físicas do meio líquido para me aperfeiçoar. Foi quando eu percebi que, além de me corrigir, a água se tornava uma sobrecarga quando fazia os movimentos rapidamente. Meu esforço era muito maior dentro d’água do que fora dela. Daí surgiu a ideia”, relata. (Ouça na íntegra)

Hidrokaratê: metodologia inédita de treinamento criada em Juiz de Fora

De acordo com o professor, o hidrokaratê pode ser considerado um prolongamento das atividades da hidroginástica, assim como o hidrojump e o hidrobike. É possível ainda utilizar a prática como uma extensão do treinamento de karatê para atletas de ponta. Mas Ronaldo garante: “a atividade pode ser feita por todos, não é necessário nenhum conhecimento prévio e não tem contra-indicações”.

Impacto Zero

Uma das vantagens do hidrokaratê é o fato da atividade não ter impacto nas articulações. Crianças, jovens, adultos e idosos, independente do condicionamento físico, podem se beneficiar com a prática.

O método melhora a flexibilidade, aumenta a força muscular, ativa a circulação sanguínea e ajuda a reduzir o percentual de gordura. A dinâmica das aulas desenvolve também a capacidade de concentração e raciocínio, além de relaxar. “No hidrokaratê você faz um trabalho global, tanto de membros inferiores, quanto de membros superiores. Quanto mais velocidade você imprime na água, mais intenso fica o treinamento. E com a água virando sobrecarga, você ganha massa muscular. A perda de percentual de gordura pode chegar a até 7% ao ano”, ressalta Ronaldo Miana. (Ouça na íntegra)

O método ajuda a reduzir o percentual de gordura e não tem impacto nas artigulações

Segundo o professor, a frequência das aulas pode variar de acordo com o objetivo do aluno. Para quem quer emagrecer, a atividade pode ser realizada diariamente, mas para aqueles que desejam aumentar a massa muscular, os exercícios devem acontecer pelo menos três vezes por semana.

Há seis meses, o educador físico Daniel Schimitz faz aulas de hidrokaratê e já sente os benefícios da prática. “O método é inovador e trabalha com eficiência a força muscular e o condicionamento cardiovascular. Além disso, sinto que minha flexibilidade melhorou muito”, avalia.

Ricardo Miana é irmão do professor e há muitos anos procurava uma atividade física que não oferecesse risco às articulações. “Sofro de sobrepeso, por isso precisava de uma metodologia que se adaptasse às minhas condições. Através do hidrokaratê, ganhei músculos e perdi 5 kg na balança em apenas um ano. Atualmente, durmo melhor e tenho mais resistência”, afirma. Ricardo recomenda o método para todos os públicos, pois “além dos benefícios físicos, a atividade transmite os conceitos das artes marciais, como disciplina e controle da mente”.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Esporte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s