Blu-Ray: imagem e som de cinema

Por Bárbara Schlaucher

Blu-Ray proporciona alta definição de som e imagem

Quem nunca sonhou em ter a mesma qualidade das produções hollywoodianas em um aparelho de TV? Com o advento da era digital, a alta definição de áudio e vídeo invade os lares brasileiros. Mas o acesso às novas tecnologias ainda é para poucos.

Há alguns anos, o DVD, hoje tão popular e íntimo do público, substituiu a fita de vídeo. Atualmente, é ele quem cede lugar para o Blu-Ray – um novo conceito de som e imagem, em total sintonia com o mundo digital. O nome da nova mídia vem da palavra blue, que em português significa “azul”. A escolha se deu em função do processo de leitura do Blu-Ray: os raios violeta, que decodificam e reproduzem dados com maior velocidade, deixam a mídia com uma coloração azulada.

Disco de Blu-Ray

O professor do Departamento das Ciências da Computação da Universidade Federal de Juiz de Fora, Eduardo Barrére, acredita que o Blu-Ray é uma evolução tecnológica natural. “Um CD tradicional tem capacidade de armazenamento de aproximadamente 0.7 gigabytes. Se a gente for pensar em um DVD, você tem uma capacidade em torno de 4 gigas. Quando falamos em Blu-Ray, esse número aumenta para 25 gigas, podendo chegar a 50”, explica o professor.

De acordo com Eduardo, quanto maior o espaço para o armazenamento de dados em uma mídia, maior a capacidade de gravar vídeos e áudio de alta qualidade. Um DVD tradicional é capaz de conter, tranqüilamente, um filme. Porém, a resolução da imagem gira em torno de 720 x 480 pixels. Com o aumento da capacidade do disco, as informações armazenadas podem ter maior precisão.Se você está pensando em alta definição, temos 1080 x 720 pixels, ou seja, são mais pontos cobrindo a mesma região da tela, então o nível de detalhe é maior e a qualidade do que você vê também. O Blu-Ray veio a casar com o desenvolvimento tecnológico da TV de sinal digital”, esclarece o professor. (Ouça na íntegra)

Preços elevados

Leitor de Blu-Ray

Como toda novidade tecnológica, os preços da mídia e do leitor de Blu-Ray são pouco acessíveis à maioria dos brasileiros. Para o vendedor Francisco Manoel Alves, o aparelho não tem muita aceitação por ainda não haver uma quantidade expressiva de filmes em Blu-Ray para alugar ou comprar. “Na loja, são vendidos aproximadamente 100 aparelhos de DVD por mês, e apenas seis de Blu-Ray, quando muito. Hoje, um DVD custa de R$ 160 a R$ 200. Já o preço do leitor de Blu-Ray varia de R$ 600 a R$ 700. Além disso, para comprar um filme compatível com essa tecnologia você pagaria cerca de R$ 80”, pondera.

Segundo o professor Eduardo Barrére, a diferença de preço entre uma tecnologia mais popular e outra mais avançada é algo comum. “Se eu tenho mais informações para apresentar ao mesmo tempo, a leitura desses dados tem que ser mais rápida. Então, toda a parte do equipamento é mais refinada, com um custo tecnológico maior. O acesso ainda está limitado a pessoas com maior poder aquisitivo. Mas, tecnologicamente, isto sempre vai existir. Conforme for se popularizando, o preço vai caindo. Essas coisas vão se barateando naturalmente”, assegura.

Para o atendente de locadora, Adriano Souza, vale a pena esperar e investir no leitor de Blu-Ray, mas é preciso refletir para não haver desperdício de tecnologia: “o Blu-Ray em uma TV comum perde tanto a qualidade de imagem quanto de áudio. A nova tecnologia só é vantajosa se você tiver uma TV full HD”.

Filmes em Blu-Ray já podem ser encontrados nas locadoras

Adriano já testou a nova mídia e acredita que em breve ela vai dominar o mercado. “O Blu-Ray tem uma vantagem: é praticamente impossível copiá-lo. Isso inibe um pouco a pirataria. Uma outra vantagem é que ele vem com cinco camadas de proteção, o que evita arranhões. A durabilidade é bem maior”, afirma. (Ouça na íntegra)

Nas locadoras, já é possível alugar títulos em Blu-Ray. Os filmes são, em sua maioria, lançamentos. Mas, alguns clássicos do cinema já foram remasterizados e também estão disponíveis na nova mídia. O aluguel de DVDs de Blu-Ray é cerca de R$ 0,50 mais caro que o de DVDs convencionais.

Gravador de Blu-Ray

“Antigamente era difícil ter o leitor de CD. Já, hoje em dia, a gente fala num gravador de DVD como se fosse uma coisa óbvia. Daqui a pouco isso vai acontecer com o gravador de Blu-Ray. O tempo que vai levar não pode ser precisado em meses ou anos, mas vai chegar a hora de você ir a uma loja e comprar um computador que já venha com isso”, garante o professor Eduardo Barrére.

Atualmente, já é possível adquirir o gravador de Blu-Ray. Entretanto, dificilmente o equipamento está disponível para pronta-entrega. Além disso, antes de fazer a compra, é preciso estar atento às especificações do modelo e comparar preços e marcas

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência & Tecnologia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s