Chegada de bebês impacta orçamento de casais

por Mário Braga

Um bebê marca uma nova fase na vida de qualquer casal. Além de mudar a rotina e as atividades dos pais, um filho também representa um impacto enorme no orçamento familiar. Entre as adaptações necessárias para receber um bebê em casa estão a mobília própria para a criança, espaço para acomodá-la, o enxoval, as mamadeiras, cuidados de limpeza da casa e com a higiene, segurança e saúde do bebê.

Fazendo um levantamento de preços, é possível ter uma noção de quanto um casal gasta para planejar a chegada do mais novo membro da família. A boa notícia é que há opções entre modelos mais em conta e os mais sofisticados.

Modelo mais simples de carrinho para bebês ao lado de kit mais caro de loja online

Na sessão destinada a bebês do site do Magazine Luiza, a diferença no preço dos carrinhos para bebês é de mais de R$ 2.300. Os berços custam entre R$200 e R$700. O modelo mais simples de banheira infantil custa, aproximadamente, R$30. O mais sofisticado, com suporte e regulagem de altura, saboneteira, mangueira para escoamento da água e porta toalha custa quase R$200.

Um item imprescindível para um casal que queira transportar seus filhos em um automóvel é a cadeira de segurança. A partir de setembro, quem andar com crianças menores de sete anos no banco de trás sem a utilização de cadeiras próprias para a proteção será multado. O preço para essa proteção varia entre R$200 e R$1100.

Todos esses gastos são poucos exemplos daqueles tidos por casais com crianças recém-nascidas. Breno Toledo e Herika Braga são pais de primeira viagem e o filho deles, Davi,  completa 2 meses em julho. Para eles, foi preciso fazer alguns planos para não gastar mais do que podiam. Antes mesmo de Davi nascer, eles compraram a cadeirinha para transportar o bebê no carro, o enxoval e a mobília do quarto. “A idéia foi comprar isso antes para quando ele nascesse a gente se preocupasse com outras coisas”, explica Herika. Em menos de dois meses, Breno se espanta com os gastos cotidianos. “Parece que não é nada, mas no final do mês é muito dinheiro gasto com fraldas, por exemplo”.

Quem também se assustou com os gastos é Thaísa Ferraz, que tem um filho de cinco meses. “Fiquei espantada com o preço das fraldas. Eu achava que elas eram bem mais baratas”. Thaísa faz pesquisa de preços para economizar. “Como eu estava desatualizada sobre o preço das fraldas, sempre pesquiso preços para não ter mais surpresas”.

Clicando aqui você ouve Thaísa falando sobre como os gastos com o bebê afetam seu orçamento. Ela ressalta que é necessário comprar roupas novas com mais freqüência porque a criança cresce rápido e que os custos com o bebê muitas vezes levam os pais a se privarem de compras para si mesmos.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Economia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s