Sindicato Rural de Juiz de Fora oferece cursos gratuitos de informática

por Randolfo Oliveira

Jeca Tatu

Reprodução de imagem do personagem de Monteiro Lobato

Um dos mais famosos personagens criados pelo escritor Monteiro Lobato é o Jeca Tatu, representação do homem do campo no início do século XX, com seu jeito preguiçoso e desinteressado em procurar melhorias para sua vida, por não acreditar que existissem alternativas para que isso acontecesse. A desmotivação e a falta de cultura eram outras características que completavam esse personagem. O próprio autor dizia que “Jeca Tatu não é assim, ele está assim”, em referência à falta de oportunidades oferecidas na época pelo governo para melhorar as condições de vida do homem do campo e que, com alguma ajuda, ele poderia se desenvolver. E se ainda hoje existe um pouco desse estereótipo de que o trabalhador rural tem as características do personagem de Monteiro Lobato, essa situação tende a mudar.

No dia 1º de junho, o Sindicato Rural de Juiz de Fora inaugurou em suas instalações a sala do Programa de Inclusão Digital, onde são oferecidos, gratuitamente, cursos básicos de informática para produtores rurais e suas famílias. A iniciativa é uma parceria do sindicato com a Confederação Nacional de Agricultura (CNA) e com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) para levar mais conhecimento e oportunidades àqueles que vivem no campo.

Computadores novos à disposição dos produtores rurais da região

Na sala, dez computadores novos são utilizados para a aplicação do curso que é realizado de segunda a quinta-feira, com duração total de 16 horas, e pode ser feito no período da manhã ou da tarde. Nas aulas, os alunos aprendem desde como ligar o computador e utilizar aplicativos como editores de texto e planilhas, até acessar a internet e criar seu próprio endereço de e-mail. O curso ainda inclui um livro ilustrado e em cores com todo o material de aula para referência e o sindicato oferece um “tira-dúvidas” às sextas-feiras para aqueles que tiverem alguma dificuldade e disponibiliza os computadores para uso após o curso, caso a sala esteja disponível.

Para o presidente do Sindicato Rural, Domingos Frederico, o curso oferece ao produtor a oportunidade de se modernizar e entrar em contato com o mercado de forma mais ampla, além de passar a ter acesso a importantes ferramentas para seu negócio. “Com o conhecimento de informática, o produtor pode consultar no Canal do Produtor os preços dos produtos agrícolas no Brasil inteiro, além de informações vindas diretamente da CNA”, explica. OUÇA

Os interessados em participar dos cursos só precisam ligar para o Sindicato Rural, no telefone (32) 3215-1006, e informar alguns dados pessoais para se inscreverem. Assim que a turma estiver completa, a lista de alunos é enviada ao Senar para aprovação e, em alguns dias, o curso é iniciado.

Com essa iniciativa, tudo indica que em breve a relação do trabalhador rural com o personagem Jeca Tatu fará parte apenas da história da literatura brasileira e de uma realidade distante da que poderá ser vista no campo.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência & Tecnologia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s