Vida saudável ajuda no combate à TPM

Por Alice Linhares e Bárbara Schlaucher


“Hoje não vou sair de casa. A cólica está insuportável e a dor de cabeça não passa!”. Esta é a realidade de cerca de 70% das brasileiras que sofrem com a TPM, segundo dados do Ministério da Saúde. A Tensão Pré-Menstrual ocorre de dez a quinze dias antes do período da menstruação e é conseqüência do aumento de alguns hormônios no organismo feminino, principalmente o estrógeno. A síndrome pode trazer alterações tanto psicológicas quanto físicas, interferindo significativamente no dia-a-dia da mulher.

De acordo com o médico ginecologista e professor da Universidade Federal de Juiz de Fora, Dr. Edval Nacle Estefen, a TPM pode ser considerada uma doença. “Na medida em que o funcionamento do organismo foge da normalidade e a mulher fica incapacitada de realizar algumas atividades, nós podemos dizer que a TPM é distúrbio de natureza crônica que acontece todos os meses”, explica.

Os principais sintomas físicos da TPM são dores de cabeça, sensibilidade nas mamas e cólicas. Além disso, o aumento hormonal provoca retenção de líquidos, causando inchaços em várias partes do corpo. Entre as alterações psicológicas é possível destacar irritabilidade, mudanças de humor, ansiedade e depressão. A psicóloga Marcela Machado de Oliveira ressalta que a ocorrência desses sintomas varia de mulher para mulher: “Hoje em dia já podemos dizer que existem mais de 200 sintomas referentes à Síndrome Pré-Menstrual. A TPM pode ser classificada como leve, moderada e severa. Na síndrome leve, a mulher sente alguns dos sintomas, mas eles não afetam em nada a rotina. Na moderada, a mulher leva a vida normalmente, mas há uma queda na qualidade de vida, no bem-estar. Já a severa, também chamada de Transtorno Disfórico Pré-Menstrual, causa grandes alterações. Há mulheres que passam por problemas no convívio social. Algumas não conseguem trabalhar, brigam com a família e com os amigos”. (Ouça na íntegra)

A dona de casa Daniela Segreto sofre todo mês com intensas crises de TPM. “Minhas dores de cabeça são muito fortes e as cólicas me impedem de fazer várias coisas. Sempre saio de manhã para caminhar, mas quando aqueles dias se aproximam, a irritabilidade aumenta, fico de mau humor e perco a vontade de sair de casa”, afirma.

Entretanto, existem formas de previnir e combater os sintomas. Dr. Edval  destaca que exercícios físicos e alimentação saudável são os principais aliados da mulher. (Confira na íntegra a entrevista com o Dr. Edval Nacle Estefen)

Alimentação a favor da mulher

Pouca gente sabe que os sintomas da TPM podem estar relacionados a nutrientes da alimentação. A nutricionista Fabiana de Faria Ghetti explica que alguns alimentos podem potencializar os sintomas da TPM e devem ser evitados durante o período pré-menstrual. “Quem tem o hábito de consumir muito sal deve tomar cuidado. Ele retém grande quantidade de líquido no organismo e isso aumenta os inchaços, principalmente nas regiões da mama e abdominal. Um outro problema é o consumo de cafeína em excesso. Quem bebe muito cafezinho, chocolate, coca-cola deve ficar atento, pois a  cafeína aumenta a irritabilidade e pode causar enxaqueca”, alerta. A nutricionista também ressalta que o excesso de gordura e de açúcar na alimentação diminuem a disposição paras as atividades do dia-a-dia e aumentam o peso da mulher, sendo que algumas ganham até 3kg durante o período. (Ouça na íntegra)

Assim como alguns nutrientes intensificam os sintomas da TPM, outros ajudam a atenuar. Fabiana destaca que alimentos ricos em cálcio (como leite e derivados) e magnésio(encontrado em frutos do mar e folhas verdes escuras) devem ser consumidos, pois ajudam a diminuir as cólicas. Além disso, o cálcio e também a vitamina B6 (presente em carnes, grãos integrais, banana, batata, lentilha e levedo de cerveja) são importantes no combate à irritabilidade e à depressão. Vegetais, frutas e verduras são fontes de fibra e, por isso, ajudam a desintoxicar o organismo através da eliminação de toxinas que aumentam os sintomas da TPM.

A nutricionista ainda ressalta a importância da soja e da linhaça. A soja possui um composto chamado fitoestrógeno, semelhante ao hormônio feminino estrógeno. Esse composto é capaz de aliviar os sintomas da TPM. Já a linhaça é um alimento rico em nutrientes que ajudam a combater a retenção de líquido e a tensão nervosa, comuns no período pré-menstrual.

“Se a mulher incluir esses alimentos em sua dieta, principalmente de 10 a 15 dias antes da menstruação, ela já vai amenizar a sindrome. Mas, é importante lembrar: não adianta ter uma alimentação saudável só nesse período. O cuidado deve ser contínuo”, aconselha a nutricionista. (Ouça na íntegra)

Atividade física traz bem-estar e alivia dores

O Pilates é um exemplo de atividade física que traz inúmeros benefícios

A prática regular de atividades físicas também pode ajudar as mulheres no combate aos sintomas da TPM. A fisioterapeuta e professora da Universidade Federal de Juiz de Fora, Simone Meira Carvalho, destaca os benefícios que os exercícios podem trazer para o sistema cardiovascular. “As atividades fazem com que a mulher elimine os excessos de líquido no seu organismo e fazem, também, com que ela desenvolva o hormônio chamado endorfina, que é o hormônio do bem-estar. Então, se a mulher realizar atividades físicas diárias ou pelo menos semanais nesse período de TPM, vai haver uma amenização dos sintomas da síndrome”, explica.

Simone chama atenção para o fato de que as mulheres devem procurar atividades que não tenham grande impacto físico, para evitar uma possível queda na posição da bexiga e do útero. Além disso, é importante buscar exercícios que fortaleçam a musculatura abdominal e pélvica. “Andar de bicicleta, caminhar e dançar são boas opções. Existstem trabalhos que mostram que quando a mulher tem uma boa musculatura abdominal, ela tem um melhor funcionamento de toda a região pélvica. O Pilates trabalha muito essa musculatura e a Dança do Ventre pode ser comparada aos exercícios da fisioterapia, melhorando as disfunções causadas pela Síndrome Pré-Menstrual”, aponta. (Veja a entrevista com a fisioterapeuta Simone Meira Carvalho na íntegra)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Especiais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s