Ônibus de Juiz de Fora circulam com fluxo invertido

Por Gabriela de Carvalho

Desde o dia 2 de agosto a entrada de passageiros nos ônibus urbanos de Juiz de Fora passou a ser invertida, ou seja, agora entra-se pela parte dianteira dos veículos e se desembarca pela parte traseira. Até o final do mês passado, 25% da frota de ônibus da cidade já havia sido modificada.

Atenção redobrada

A novidade causa transtornos entre os juizforanos. Os usuários não se acostumaram com o embarque dianteiro e como ainda não foram modificadas todas as linhas, a atenção do passageiro que espera pela condução no ponto de ônibus deve ser redobrada. “Fico perdida sem saber qual ônibus devo entrar pela frente, qual devo entrar por trás. Às vezes vou correndo pra porta traseira e vejo que a porta de entrada é a da frente. Mas acho que com o tempo vou acabar me acostumando com essa novidade.” Disse a vendedora Jucélia Fernandes.

O que mudou?

Os usuários devem ficar atentos às sinalizações na frente e nas laterais dos ônibus. Com a mudança do embarque, a roleta vai para a parte dianteira do ônibus, ficando próxima ao motorista.  Os assentos preferenciais para grávidas, idosos, obesos e portadores de deficiências continuam assegurados, antes da roleta. Este grupo continuará a entrar pela porta da frente. Já os cadeirantes continuarão usando a porta do meio.

Com a intenção de promover mais segurança e conforto, são os motoristas e cobradores quem mais gostaram dessa mudança.

A linha 508 é uma das que já circula com o fluxo invertido (foto Gabriela de Carvalho)

Ouça a sonora do trocador Marcelo da Silva.

Melhorias

Segundo a Settra, Secretaria de Transporte e Trânsito, cerca de 27 mil usuários vão ser beneficiados com essa primeira fase da implantação do fluxo invertido.

Dentre as melhorias propostas por essa modificação estão: (em tópicos essas modificações vão ser mais facilmente visualizadas)

– diminuição no tempo de embarque;

– maior conforto e maior espaço útil para acomodação dos usuários;

– aproximação dos cobradores e motoristas com redução da evasão de receita, dos assaltos;

– aumento da segurança no embarque e desembarque dos cadeirantes;

– redução dos acidentes decorrentes da travessia dos passageiros na frente do ônibus;

– controle mais efetivo das gratuidades obtidas pela bilhetagem eletrônica, reduzindo a evasão de receita e igualdade no embarque para as gratuidades.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano, Webjornalismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s