Arquivo do dia: setembro 20, 2010

Usar àlcool em gel não é eficaz contra a nova gripe, diz estudo

Ministérios da saúde diz que a melhor prevenção é a vacina contra o vírus H1N1

Por Giovana Matias

Um estudo realizado pela Universidade de Virginia (EUA)  apontou que lavar aos mãos com àlcool em gel não é eficaz contra o vírus da Nova Gripe.

Álcool em gel não é tão eficaz ao combate à transmissão do vírus H1N1.

O que é a nova gripe?

Os cientistas concluíram que 12 de cada 100 participantes do grupo que lavou regularmente as mãos com álcool gel foram contaminados com o vírus da gripe H1N1, enquanto que no grupo que não usou nenhum desinfetante, 15 de cada 100 contraíram a doença.

O resultado do estudo assustou algumas pessoas como a dona de casa, Nair de Almeida. “Antes a gente achava que estava fazendo muito usando àlcool em gel. Eu desinfetava minha casa inteira achando que estava protegendo a minha família. Agora não sei mais o que eu devo fazer.”

Soluções práticas

De acordo com o infectologista, Celso Monteiro, lavar as mãos com àgua e sabão antes das refeições é uma das maneiras mais eficazes de não se contaminar. “Além disso, evitar ficar próximo de pessoas que estejam gripadas e em ambientes fechados.”

Celso Monteiro alerta que esses cuidados ajudam a prevenir não só a nova gripe como também outros doenças que são transmitidas pela saliva como gripe comum , herpes , caxumba, sarampo , escarlatina , herpangina.

No site do Ministério da Saúde é possível tirar algumas dúvidas sobre a Nova Gripe.

Leia também: Governo libera R$ 7 milhões para combate à Nova Gripe

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência & Tecnologia

Horário de verão tem início no dia 17 de outubro

O horário de verão ajuda na redução dos gastos da conta de luz. Saiba algumas soluções para economizar no final do mês.

Por Giovana Matias

Falta um pouco mais de um mês para o horário de verão e quem mora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste devem adiantar o relógio em uma hora.

O adiantamento do horário em uma hora tem como objectivo reduzir os picos de procura de energia, proporcionando o uso mais uniforme durante o dia.

Os estados das regiões Nordeste e Norte do Brasil não adotam o horário de verão porque estão localizados próximos da linha do Equador.

O que a população acha do horário de verão

Sônia Carneiro e seus três filhos e o esposo: horário de verão é sinônimo de tranquilidade para ela.

Francisco de Almeida é porteiro em um prédio no bairro São Mateus, em Juiz de Fora. Geralmente, ele vai para o trabalho as seis da manhã e o dia já está clareando. Mas quando entra o horário de verão a história não é bem essa.

“Não gosto do horário de verão. A gente acorda mais cedo e quando começa a pegar o ritmo já tem que trocar de novo. Além do mais demora mais para escurecer.”

A última queixa do porteiro, representa uma economia significativa de energia. Justamente pelo fato de “escurecer mais tarde” é que segundo o Ministério de Minas e Energia, neste ano deverá ocorrer uma economia de 5% da energia elétrica utilizada nos horários de maior pico – de 19h às 22h.

E se demora mais para escurecer a Dona Sônia Carneiro fica mais tranquila. Moradora do bairro Santa Luzia, a dona de casa, mãe de uma menina e dois meninos deixa que as crianças fiquem na pracinha do bairro até mais tarde.  “Meus filhos podem brincar até um pouco mais tarde na rua e ainda está claro”, disse Sônia.

Dicas para economizar energia antes e durante o horário de verão

Economizar energia faz bem para o meio ambiente e para o bolso também.

Abaixo segue uma lista com os maiores vilões da conta de luz e maneiras simples para reduzir os gastos.

Ar condicionado

  • Mantenha portas e janelas bem fechadas para evitar entrada de ar do ambiente externo.
  • Desligue sempre que se ausentar do ambiente;
  • Limpe periodicamente os filtros de ar;
  • Dê preferência aos que possuem o Selo PROCEL, que consomem de 12 a 26% menos energia.

Chuveiro elétrico

  • Limite seu tempo debaixo da água quente ao mínimo possível.
  • Nos dias quentes, mantenha a chave de temperatura na posição “verão” (na posição “inverno”, o consumo é aproximadamente 30% maior).
  • Limpe periodicamente a saída de água.

Televisor

  • Não durma com o televisor ligado. As TVs modernas consomem menos energia que as antigas. Ao trocar, dê preferência às com o selo PROCEL;

Geladeira

  • Não use a parte traseira da geladeira para secar panos ou roupas.
  • Não deixe aberta, nem fique abrindo desnecessariamente.
  • Não coloque alimentos quentes na geladeira.
  • Descongele sua geladeira regularmente.
  • Observe as recomendações do fabricante.
  • Dê preferência a refrigeradores com o selo PROCEL, que gastam menos energia;
  • Não forre as prateleiras. Isso prejudica a circulação interna de ar;
  • Troque a borracha de vedação se ela estiver rasgada ou furada, assim a geladeira não perde ar frio.

Para saber sobre a história do horário de verão clique aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em Economia

Eleição deste ano promete ser a mais segura da história

Sistema de votação do Brasil é um dos mais seguros dp mundo.

Por Giovana Matias

As eleições de três de outubro estão chegando e elas devem ser as mais seguras e confiáveis da história. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) adotou algumas medidas para tornar a votação mais eficaz e a prova de fraudes.

Uma dessas medidas foi a obrigatoriedade da apresentação de um documento de identificação com fotografia junto com o título de eleitor no momento da votação. Antes, apenas o título era suficiente para o cidadão votar.

O objetivo desta norma é garantir que pessoas não votem por outras. O estudante de medicina Luis Fernando Carvalho aprovou a ideia. “Tudo que for para trazer mais segurança e mais transparência é algo positivo, além de ser incômodo nenhum estar com um RG ou carteira de habilitação, já que normalmente as pessoas andam com estes documentos”.

A identificação biométrica é outra medida para ajudar a excluir a possibilidade de pessoas votarem por outras. No dia da votação, o eleitor apresentará os documentos e terá sua identificação confirmada através de sua digital. Para o presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, o uso do sistema biométrico vai acelerar o processo de votação além de garantir maior segurança ao eleitor e aos Tribunais Regionais Eleitorais (TRE´s). “Estamos otimistas com o processo biométrico porque vai agilizar a identificação dos eleitores”.

Ouça o ministro falando sobre a segurança do processo biométrico.

Nestas eleições, a tecnologia será usada em 60 municípios de 23 estados, totalizando mais de um milhão de eleitores. Esse sistema de identificação foi testado pela primeira vez nas eleições de 2008 em três cidades. A previsão é que nas eleições de 2018 todas as seções de votação estejam equipadas com a identificação biométrica.

No ano passado, o TSE já havia feito testes para descobrir se as urnas eletrônicas eram vulneráveis a “hackers”. A conclusão foi que o sistema está protegido contra fraudes. Ao todo 37 especialistas em computação tentaram burlar a segurança das urnas, todas sem sucesso.

Capa do livro " Fraudes e Defesas do voto eletrônico"

Confiabilidade colocada à prova

Em 2008 o Instituto Nexus realizou uma pesquisa a pedido do TSE e constatou que 97% dos eleitores aprovam a urna eletrônica. Muito desta aprovação se deve a segurança que eles sentem ao votar no sistema eletrônico.

Mas nem todos confiam plenamente que a urna eletrônica é a prova de fraudes. Existem sites como o “fraude urnas eletrônicas” e o “voto eletrônico” além do livro “Fraudes e Defesas do Voto Eletrônico” que duvidam da segurança do sistema. Em geral eles dizem que a urna é como um computador e, portanto está suscetível a interferências maliciosas que possam adulterar os resultados da votação.

Porém o ministro afirma que os testes feitos nas urnas comprovam a segurança das mesmas.

“Nós fizemos uma convocação para o teste público de segurança das urnas. Convidamos a qualquer cidadão a testar  durante uma semana os equipamentos. E foi compravada a eficácia do sistema.”

Ouça o que o ministro disse sobre o teste público de segurança das urnas.

Deixe um comentário

Arquivado em Política