Arquivo do dia: setembro 24, 2010

Quem canta encanta

A vocalista da banda The Radioleft em uma de suas apresentações

Por Giovana Matias

No próximo dia 27 será comemorado nacionalmente o dia do cantor. Em Juiz de Fora não há nada marcado para celebrar a data, mas Roberta Mandarano, vocalista da banda The Radioleft não vai deixar o dia passar em branco. “A gente vai se reunir e tocar alguma coisa. A música faz parte de todos os nossos dias. E não seria justamente no dia do cantor que eu deixaria de cantar.” (Clique aqui e assista The Radioleft tocando).

Fábio Juste é dono de um bar e garante: “Sempre que eu trago um cantor o bar fica mais cheio. A música traz clientes e mais dinheiro. Além de ser uma boa oportunidade para quem está começando na carreira artística.”

E isso é verdade. Muitos cantores e cantoras consagradas começaram suas carreiras cantando em bares. Ana Carolina, Seu Jorge, Maria Gadú, Raul Seixas, Simone e muitos outros.

“Não é vergonha cantar em bar. Tem gente que tem preconceito, diz que cantar em bar é igual a cantar em churrascaria, mas eu não

O cantor Dé costuma se apresentar em dois lugares diferente por noite. Foto: arquivo pessoal.

ligo. Assim posso ter um contato mais próximo do público”, disse Dé, seresteiro que toca de quinta a domingo nos bares da cidade.

A Lei Nº 3.857, de 22/12/1960, dispõe sobre a regulamentação do exercício da profissão de músico e para tal foi criada a Ordem dos Músicos do Brasil. É ela que exerce, em todo o país, a seleção, a disciplina, a defesa da classe e a fiscalização do exercício da profissão do músico, mantidas as atribuições específicas do respectivo sindicato.

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) reconhece a ocupação como ‘Músico intérprete cantor’ e registra atualmente 797 em todo o país. Número pequeno para a multidão de profissionais que se vêem nos bares, festas e shows. Isso porque muita gente acha que para ser músico não precisa ter registro. Embora não seja obrigatório, o registro é importante para aqueles que desejam seguir a carreira.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Cultura e Arte

Não deixe a preguiça tomar conta de você.

Por Pedro Henrique Carpanês

Nunca se falou tanto em cuidar da saúde e praticar esportes, quanto hoje em dia. O século XX trouxe a geração saúde e a preocupação com uma melhor qualidade de vida. Para muitos um sacrifício, mas para outros um prazer que traz diversos benefícios.

Manter a pratica regular de exercícios físicos, conciliados com uma dieta balanceada garantem disposição para o dia a dia e uma maior longividade, aponta a Sociedade Brasileira de Medicina. Graças aos avanços da medicina e uma melhor qualidade de vida, na última década o número de idosos no Brasil cresceu cerca de 20%. Atualmente, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), são 21,7 milhões de pessoas com mais de 60 anos no país.

Em pesquisas recentes cientistas comprovaram que a prática de atividade física constante reduz cerca de 40% o risco de doenças degenerativas e desacelera o processo de envelhecimento do organismo. Para obtermos esse resultado o gasto calórico tem que ser em média ou superior a 400 calorias por semana.

Estudos feitos pelo American College of Sports Medicine , segundo a revista Men’s Health Brasil, apontam que além de retardar os efeitos da idade,  praticar esportes diminui a ansiedade, a depressão, os índices de estresse, a probabilidade de sofrer problemas cardíacos e o risco de incapacidade para realizar tarefas diárias. Além disso tudo, melhora o vigor físico e o sono.

Então fomos as ruas saber o que as pessoas acham da prática de esportes na vida do brasileiro

Essa tabela é para os maiores de 18 anos. Ela mostra o gasto calórico durante o sexo.

Entre as atividades recomendadas surge em primeiro lugar a caminhada, em segundo a natação e, acreditem, em terceiro o sexo (esse claro sempre de forma segura). Esse último, além de prevenir doenças, ainda faz bem para a pele, cabelos, ossos e o mais importante ao coração e ao cérebro. Durante a relação sexual, o aumento do fluxo sanguíneo garante uma maior oxigenação das células corporais e cerebrais, fazendo com que áreas pouco utilizadas do cérebro sejam ativadas.

 

Para aqueles que pretendem fazer outros tipos de atividades além do sexo, é sempre importante procurar um médico e manter um acompanhamento regular de um profissional de Educação Física durante os exercícios. Para que não aja erros de execução ou exageros, que em vez de trazer benefícios, acabam por causar outros problemas.

Deixe um comentário

Arquivado em Esporte

UFJF sedia evento internacional sobre Educação a Distância

Por Luíza Medeiros

Estão abertas as inscrições para a segunda edição do Colóquio Regional de Educação a Distância (EAD). Os interessados têm até o dia 30 de setembro para se inscreverem para o evento, que acontece entre 20 e 22 de outubro na Universidade Federal de Juiz de Fora.

Após o sucesso da primeira edição, que aconteceu em 2009 na cidade de São João Del Rei, o encontro desse ano pretende reunir cerca de 400 participantes, entre alunos, professores, tutores e profissionais de EAD. Os inscritos participarão de discussões sobre a inter-subjetividade na interação humano-computador e sobre a afetividade no contexto de Ambientes Inteligentes de Aprendizagem.

O “II Colóquio Regional EAD, Cultura e Produção de Subjetividade” traz uma novidade esse ano: será uma edição internacional com a participação do matemático e analista institucional francês Michel Authier e do professor espanhol do Programa de Estudos Independentes (PEI), Marcelo Expósito. O evento conta também com palestras de Suely Rolnik, Eduardo Magrone, Gilson Reis, Nara Pimentel e Hélio chaves Filho.

O encontro está sendo realizado pelas Universidades Federais de Juiz de Fora (UFJF), São João Del Rei (UFSJ), Lavras (UFLA) e Itajubá (UNIFEI) e contará com palestras, oito oficinas, painéis e mesas redondas, além de inserções artístico-culturais. Segundo a integrante da comissão organizadora do evento, Simone Silva, “ a importância dele é muito grande, porque ele traz uma novidade: ao contrário do que se discutir, como em outros eventos tradicionais, a importância da EAD, ele vai falar dos aspectos subjetivos e sociopolíticos da modalidade. Ele vai na contramão”. (Escute aqui o depoimento completo)

Quando questionada sobre a relevância da presença de palestrantes internacionais, Simone destacou o que os mesmo têm a acrescentar as discussões levantadas no colóquio. “Eles estão vindo de outras realidades, onde também se pratica a EAD e com isso a gente pode trocar experiências, saber o que está dando certo e errado e também mostrar o que acontece aqui, para congregar conhecimento e formar novas redes”, explicou.

No site do Colóquio, além das informações sobre o evento e a programação, é possível consultar os curriculos dos principais palestrantes, entrar em contato com a comissão organizadora, conhecer um pouco mais sobre Juiz de Fora, cidade sede do evento, e obter dicas de hospedagem e locais para visitar. Além disso, um blog também está hospedado na página.

Inscrições

As inscrições podem ser feitas no site do evento. O pagamento será através de boleto bancário e o valor é R$52. Assim que for efetuado, o participante receberá um e-mail com o link onde poderá se inscrever na oficina de sua preferência. Não será aceito pagamento através de depósitos ou transferências bancárias.

Deixe um comentário

Arquivado em Cotidiano