Projetos da UFJF são contemplados com edital do Centro Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Ludimilla Fonseca

Vinte e quatro projetos de pesquisa da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) foram contemplados com verbas do Edital Universal do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e dos Fundos Setoriais. As verbas foram distribuídas em três faixas de financiamento: na Faixa A, projetos de até R$ 20 mil; Faixa B, para propostas acima de R$ 20 mil e abaixo de R$ 50 mil; e Faixa C, para projetos entre R$ 50 mil e R$ 150 mil. Os projetos vinculados à UFJF foram contemplados somente nas faixas A e B. O Edital Universal é uma das maiores ações de fomento do CNPq para atividades de pesquisa científica, tecnológica e de inovação em todas as áreas do conhecimento.

Entre os projetos aprovados está o da professora do Departamento de Biologia da UFJF, Rossana Melo. A pesquisa é da área de Biologia Celular e visa estudar a organização tridimensional e molecular de organelas celulares formadas em resposta à doenças infecciosas. Para o estudo, será usada uma tecnologia de ponta – a tomografia eletrônica automatizada, que permite a reconstrução das células em alta resolução. Rossana Melo explica que a importância desta pesquisa está no entendimento de mecanismos de inflamação de doenças como a tuberculose e a Doença de Chagas.

De acordo com a pró-reitora de Pesquisa da UFJF, Marta Tavares d’ Agosto, o fato de mais de vinte projetos terem sido aprovados representa duas grandes conquistas para a Universidade: a primeira delas é a prova de que a UFJF está crescendo – “tanto em termos quantitativos, como, claro, em termos qualitativos” – explica a pró-reitora. A outra conquista é em relação ao desempenho dos professores-pesquisadores: ao terem seus projetos aprovados, eles demonstram o respaldo que o corpo docente da Universidade possui, levando o nome da UFJF para o âmbito nacional da pesquisa acadêmica.

A Pró-Reitora de Pesquisa da UFJF, Marta D'Agosto

De acordo com a pró-reitora de Pesquisa da UFJF, Marta Tavares d’ Agosto, o fato de mais de vinte projetos terem sido aprovados representa duas grandes conquistas para a Universidade: a primeira delas é a prova de que a UFJF está crescendo – “tanto em termos quantitativos, como, claro, em termos qualitativos” – explica a pró-reitora. A outra conquista é em relação ao desempenho dos professores-pesquisadores: ao terem seus projetos aprovados, eles demonstram o respaldo que o corpo docente da Universidade possui, levando o nome da UFJF para o âmbito nacional da pesquisa acadêmica.

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência & Tecnologia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s