Universitários aquecem o mercado imobiliário de JF

Por Natália Lopes

Passar no vestibular, para muitos, é só o início de uma vida nova e diferente fora de casa. Mudar para a cidade onde vai cursar a graduação e escolher onde morar não é um desafio fácil. E as opções de moradia são variadas: ficar em pensões, repúblicas, alugar um quarto, dividir um apartamento com um colega de curso ou até morar sozinho. Cada caso tem um preço e possui vantagens e desvantagens. O fato é que a procura por apartamentos na cidade vêm aumentando a cada ano e aquecendo o mercado imobiliário de Juiz de Fora.

Com cerca de 500 mil habitantes, o município abriga um número cada vez maior de cursos superiores, tanto na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) quanto nas faculdades particulares. Apesar de não ser considerada uma cidade universitária, JF possui muitos estudantes que vêm, principalmente, de pequenos municípios da região para cursarem uma graduação.  De acordo com Carlos Alberto Botti, diretor do Centro de Pesquisas Sociais da UFJF (CPS), cerca de 60% dos estudantes da Universidade não são da cidade. Isso faz com que a procura por imóveis seja grande e, dessa forma, achar um bom apartamento, com preço acessível, tem sido uma tarefa cada vez mais difícil para os estudantes.

Eliza Granadeiro é estudante de Comunicação e mora em Juiz de Fora há três anos.

A graduanda Eliza Granadeiro se mudou para Juiz de Fora há cerca de três anos para cursar a Faculdade de Comunicação Social na UFJF. Atualmente, mora numa república no bairro São Mateus, enquanto sua família continua residindo em sua cidade natal, Miguel Pereira (RJ). De acordo com ela, este é o local preferido pelos universitários ao procurarem apartamentos em JF: “Quando precisei me mudar, gostaria de morar num local próximo à Universidade. O bairro São Mateus atende adequadamente às nossas necessidades, é bem localizado, possui boa iluminação e os alugueis dos imóveis não são muito caros”.

Mas não é fácil para os estudantes alugarem apartamentos na cidade. De acordo com Danielle Marie, dona de uma imobiliária de JF, na maioria das vezes são os próprios estudantes que visitam os apartamentos: “Os pais geralmente não interferem muito na escolha dos filhos, e estão presentes somente no momento do fechamento do contrato”. Para isso, eles possuem três opções: arrumar um fiador, utilizar o sistema de caução ou fazer um seguro fiança locatícia. “A burocracia é muito grande, e as imobiliárias exigem dois fiadores caso eles residam fora do estado de Minas Gerais. Por isso, tive que contratar uma seguradora e paguei a quantia de R$1.200,00, o que é um valor considerável para quem ainda é estudante e precisa se manter longe de casa”, conta Eliza.

Danielle explica que grande parte dos estudantes fecha o contrato de acordo com o tempo que pretendem morar na cidade: “Muitos universitários preferem não correr o risco de terem preocupações com o imóvel ao longo do período em que desejam ficar em Juiz de Fora e, por isso, fecham o contrato seguindo o número de anos do curso de graduação”. De acordo com ela, a demanda por imóveis é maior nos períodos de janeiro e julho, épocas em que os estudantes estão chegando na cidade e quando ocorre um aumento considerável no valor dos aluguéis.

Embora a procura seja grande, os universitários têm preferências e não querem alugar apartamentos em locais mais afastados das faculdades onde estudam. “Os bairros mais procurados são o São Pedro, devido à proximidade com a UFJF, e o Centro da cidade, que oferece acesso rápido às faculdades particulares. Nesses locais, está muito difícil encontrar imóveis disponíveis, pois a demanda é realmente muito grande”, relata Danielle.

Atualmente, muitas são as possibilidades oferecidas aos estudantes. O interesse e a renda do universitário estão  diretamente ligados à opção de moradia que ele faz. Muitos deles demoram semanas para conseguir alugar um imóvel que se adéque às suas necessidades. A cada ano, eles aquecem ainda mais o setor imobiliário de Juiz de Fora, e buscam alternativas para não pagar um preço muito alto.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Economia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s