Exercícios mal executados e em excesso podem ser prejudiciais a saúde

Por Raquel Morandi

De  acordo com a Organização Mundial de Saúde, alguns dos vários benefícios de se praticar exercícios, são: aumento da sensação de bem estar; perda e controle de peso; prevenção de doenças do coração, hipertensão arterial, osteoporose e diabetes tipo II; definição muscular; aumento da flexibilidade; melhora do sono; da memória e da disposição. Independente da atividade, seja ela, malhar, correr, caminhar, andar de bicicleta, jogar vôlei ou futebol, sua prática ajuda a melhorar a qualidade de vida de um modo geral. “O exercício físico desenvolve a musculatura trazendo maior estabilidade articular e melhor postura, melhora a função cardio-respiratória e consequentemente, o metabolismo num todo.”, explicou o ortopedista Cláudio Cunha.

A prática de exercícios físicos requer orientação de profissionais

Mas, antes de iniciar qualquer atividade física é crucial procurar um médico para fazer uma avaliação clínica e um educador físico para orientar na atividade escolhida.  Para o ortopedista, além de breves caminhadas, qualquer outro exercício físico necessita do acompanhamento de um professor de educação física. “Assim como seu médico é o indicado para avaliá-lo clinicamente, o educador físico com seus conhecimentos de anatomia e dos fundamentos da prática desportiva é o indicado para promover seu melhor desempenho com menor possibilidade de intercorrências negativas em seu estado de saúde.” A educadora física Luciana Ferreira vai além. “A atividade envolve muito mais do que executar um movimento. Cada pessoa tem a sua orientação, a intensidade e a forma mais indicada para fazer o movimento.”

A pratica de atividade sem orientação pode fazer com que, ao invés de trazer qualidade de vida, traga, principalmente lesões. “Podemos citar o aparecimento de dores musculares e articulares, estiramentos e distensões, hérnias variadas, desgaste articular precoce e sobrecarga cardio-respiratória, como algumas das conseqüências”, explicou Cláudio Cunha.

Atividade física é essencial para se ter qualidade de vida

Além da execução de maneira correta, exagerar nos exercícios também pode ser prejudicial. “O exercício físico praticado de maneira exagerada pode levar a dores musculares fortes e agudas que se não forem cuidadas, poderão evoluir para uma dor crônica que o deixará longe da prática de atividade física por um longo tempo”,  comentou a professora Luciana Ferreira. Dessa forma, para que a prática de uma atividade física leve a benefícios para a saúde e para a mente, os exercícios precisam ser dosados e orientados por profissionais.

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência & Tecnologia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s