Conscientização da população, fumacê e monitoramento de bairros são medidas adotadas no combate à dengue

Por Rachel Morandi

O Brasil luta todos os dias para livrar a população das epidemias de dengue. A doença, causada por quatro tipos de vírus, tem maior incidência no verão. Cerca de 70% dos casos ocorrem de janeiro a maio, devido à maior ocorrência de chuvas e ao aumento na temperatura. Contudo, não é só no período mais quente que é necessário tomar medidas contra a doença. Governos federal, estaduais e municipais fazem várias ações durante todo o ano para que a população não sofra com a doença. As medidas tomadas para evitar epidemias de dengue são:

  • Consciêntização da população

Uma das formas de ajudar no extermínio da dengue no país é envolver toda a população no combate à doença, já que algumas medidas de prevenção são simples e podem ser facilmente realizadas pelas pessoas. Para envolver toda a população no combate à dengue, governos federais, estaduais e municipais investem em campanhas de mobilização, com propagandas na televisão, no rádio e em jornais, sites informativos, palestras em escolas, material publicitário, etc.

O Governo Federal possui um site http://www.combatadengue.com.br/ com todas as informações sobre a dengue, além de material destinado diretamente à população, aos governantes e aos profissionais da saúde, da educação e de comunicação. No site são dispostos: os sintomas e tratamentos, prevenções e medidas para acabar com a doença e tanbém uma cartilha , além de vídeos e matérias de campanha contra a dengue.

O Governo de Minas também possui um site com informações sobre a doença e notícias sobre as ações tomadas pelo estado e um Manual de Combate à dengue.

A Prefeitura de Juiz de Fora, em seu site,  também possui uma página exclusiva para a doença, na qual expõe sintomas, medidas preventivas e notícias sobre as ações.

Almanaque destinado a crianças sobre a dengue

 

Folder distribuído pelo Ministério da Saúde

  • Ações preventivas

Tão importante quanto mobilizar a população quanto ao que ela mesma pode fazer, são as ações que os municípios podem realizar. A Prefeitura de Juiz de Fora, por exemplo, segue as recomendações do Governo Federal, tomando as seguintes medidas:

– Aplicação de fumacê de inseticidas em bairros da cidade para eliminação do vetor (o mosquito Aedes aegypt) na fase adulta. Entre os dias 27 de abril e 1 de maio, por exemplo, 34 bairros receberam o fumacê.

Carro fumacê utilizado para exterminar o mosquito da dengue

– Execução de trabalho de campo com eliminação de focos, através da visitação de agentes de saúde a bairros com maior índice de dengue, dando dicas aos moradores e vistoriando casas e comércios e aplicando o larvicida (produto em pó ou granulado) para matar as larvas do Aedes aegypt.

– Ações educativas, com palestras para mobilizar a população para que a mesma tome as medidas preventivas em suas casas.

Prefeitura faz ação educativa com crianças

– Recolhimento de lixo e entulho, para erradicar possíveis criadouros do mosquito.

– Criação de um “Disque dengue”, através do telefone 199. Após a solicitação, o sistema gera um boletim de ocorrência (BO), baseado no endereço, com análise do local (se já foi vistoriado pelos agentes de controle de endemias), se há presença de larvas ou mosquito adulto e possíveis formas de tratamento.

Uso da tecnologia

Além dessas medidas, Juiz de Fora faz uso da tecnologia para ajudar no combate à doença, através do projeto de monitoramento inteligente do mosquito da Dengue (M.I.Dengue), desenvolvido pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que consiste em colher informações importantes sobre a presença e densidade do mosquito Aedes aegypt com rapidez e precisão necessárias para direcionar e aperfeiçoar as ações de intensificação do controle nas áreas de risco. Trata-se de um conjunto de aplicativos desenvolvidos para realizar o processamento das informações de coleta e análises estatísticas. Através do site de Gestão, é possível ter acesso a tabelas, mapas, índices e ferramentas de gestão de equipe e insumos utilizados pelo monitoramento inteligente. O projeto estará disponível para todos os municípios mineiros através da empresa Ecovec – Biotecnologia para a vida.

A dengue hoje na cidade

Segundo dados divulgados pela Secretaria de Saúde de Juiz de Fora, em 2011, o número de casos de dengue diminuiu. Já foram registrados 1266 notificações de dengue com 897 casos confirmados da doença. O primeiro óbito por dengue hemorrágica do ano foi registrado no dia 27 de abril, a causa foi síndrome do choque da dengue.

Campanha de Inverno

Como o inverno é um período de estiagem, ele é a melhor época para se combater os criadouros do Aedes aegypt, pois os ovos precisam de água para eclodirem e, durante este período, eles ficam ‘hibernados’ esperando água.

Outras informações sobre a dengue através dos links:

http://www.combateadengue.com.br

http://www.dengue.org.br/

Dúvidas frequentes 

Deixe um comentário

Arquivado em Ciência & Tecnologia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s