Pesquisadores da UFJF conversam com conselheiros da Fapemig

A Universidade Federal de Juiz de Fora sediou nos dias 11 e 12 de novembro, o projeto “Fapemig no

O presidente do Conselho Curador, professor José Policarpo de Abreu conversa com pesquisadores, ao seu lado o Diretor Cientifico do Conselho, professor Mario Neto

O presidente do Conselho Curador, professor José Policarpo de Abreu conversa com pesquisadores, ao seu lado o Diretor Científico do Conselho, professor Mario Neto

 interior”, que por objetivo divulgar as ações da Fundação, conhecer os problemas e as demandas das comunidades acadêmicas do interior do Estado, além de contribuir para a descentralização das pesquisas nos campos de ciência e tecnologia.

 “Muito pesquisadores não tem a noção clara de qual é a estrutura da Fapemig e para eles às vezes parece que ficamos isolados em Belo Horizonte, e que tomamos decisões completamente independentes dos anseios da comunidade acadêmica o que não é verdade. Mas isso só pode se tornar visível se nos praticarmos isso, a visita as instituições,” explica o presidente do Conselho Curador, José Policarpo de Abreu, os motivos que levaram a criação do projeto.

Pesquisadores conversam com o Conselho Curador da Fapemig

Pesquisadores conversam com o Conselho Curador da Fapemig

“É uma oportunidade para a comunidade acadêmica da universidade conversar com o Conselho, que gerencia toda essa agência, pra discutir questões e problemas, para se informar sobre as linhas de financiamento para que a gente participe cada vez mais desse processo que está em crescimento,” afirma a Pró-Reitora de pesquisa da UFJF, Marta D’Agosto.

A intenção da Fapemig é a cada ano, promover duas reuniões do Conselho Curador da instituição com a comunidade científica de universidades do interior. Em 2005 a primeira reunião do projeto aconteceu em Itajubá e depois Montes Claros. Em 2006, as cidades visitadas foram Viçosa e Ouro Preto. No ano passado as reuniões aconteceram em São João Del Rei e Lavras. Esse ano a primeira reunião foi em Uberlândia e depois em Juiz de Fora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s