Yahoo! busca crescimento, não importa como.

André Cristino – 17/11/08

yahoogoogle

Quando Google e Yahoo! anunciaram uma possível parceria muita gente reclamou. Usuários da internet ficaram com medo da invasão que poderia acontecer em seus emails. Chegou a ser cogitada a possibilidade do Google utilizar os email cadastrados no Yahoo! para a divulgação de suas publicidades. O advogado Luiz Mendonça, especialista em crimes virtuais, acredita que não seria muito possível essa prática pelas empresas. “Pelo tamanho das empresas em questão não acredito que elas colocariam em risco sua credibilidade por causa de invasão de privacidade ou coisa do tipo”, disse.

Além de usuários da rede várias empresas menores se juntaram para que fosse impedida essa parceria. A principal alegação é de que, como juntas Yahoo! e Google detêm 80% do mercado de busca e anúncios da internet, não haveria espaço para a concorrência, acabando com a disputa de mercado e prejudicando as empresas menores. Até a gigante Microsoft não se mostrou satisfeita com o acordo que juntou as duas maiores empresas de busca na internet. A empresa alega que a parceria deve fixar preços entre as companhias, o que vai estabelecer um preço mínimo para anúncios no modelo de links patrocinados, atrelados às buscas por palavras-chave. Outra preocupação é o fato de a junção acabar com o sistema de buscas do Yahoo!, o que eliminaria um competidor do mercado.

jerry-yangCom tanta pressão, mas não por causa dela, o negócio entre Google e Yahoo! não foi deu certo. Jerry Yang, diretor-executivo da Yahoo!, ficou decepcionado com a Google, que desistiu da parceria mesmo tendo assinado um acordo em junho.

microsoftComo alternativa para o crescimento da Yahoo!, o executivo cogita a possibilidade de vender a empresa para a Microsoft, que era contrária a parceira das empresas de busca. Para fechar acordo com a Yahoo!, a empresa de Bill Gates terá que desembolsar uma quantia maior que a oferecida em janeiro. A gigante de software ofereceu US$ 44,6 bilhões. Com as sucessivas negativas do Yahoo, a Microsoft aumentou a oferta para US$ 47,5 bilhões, o equivalente a US$ 33 por título. O Yahoo, porém, exigia um valor de US$ 37 por ação, o que elevaria o preço final a US$ 53 bilhões.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s