Entrevista com Paulo Avezzani – Responsável pela logística em informática na Facom


Tiago Vieira 01/04/09

Quais são os softwares livres mais importantes utilizados pela UFJF?

Não posso responder pela universidade*. Mas sim pela Facom. Aqui se usa BrOffice, que é um pacote com tudo que o Office da Microsoft tem. Também o Gimp, programa parecido com Photoshop. E o Audacity, editor de áudio parecido com Sound Forge. Já no infocentro, usamos Linux. Se não fosse a resistência dos usuários, os softwares livres poderiam ser muito mais utilizados em toda a instituição.

*Procurado por mais de uma vez para falar do assunto, Carlos Ribeiro, que responde pelo Centro de Gestão do Conhecimento Organizacional (CGCO-UFJF) não se pronunciou até o fechamento desta edição.

Porque a UFJF não usar softwares pagos? Por questões de economia? Toda instituição opera com softwares livres?

O custo seria muito alto. Um Office 2007 na versão acadêmica custa uns R$ 250,00. O pacote Photoshop é mais de R$ 2.000,00. O Sound Forge também é caro. Isso por cada máquina instalada.

Quais softwares gostaria de ver em versões livres?

Em se tratando de softwares proprietários [pagos] não sei te dizer. Mas queria ver muito mais coisa ligada ao Linux, que é um programa operacional livre.

Por serem programas com código fonte abertos, corre-se algum risco de sofrerem intervenções externas? Ações de hackers, por exemplo?

Hackers geralmente gostam de atacar software proprietário. Não digo que não exista vírus em plataformas livres. Mas são muito poucos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s