Verão tardio

Mariana Franzini 18/03/09

Cidades das regiões sul e sudeste tiveram temperaturas recorde

Cidades das regiões sul e sudeste tiveram temperaturas recorde

Nas últimas semanas do verão, os termômetros registraram temperaturas incomuns para a época em boa parte do país. Enquanto isso, pouco ou quase nada se pôde fazer para fugir ao intenso calor. A média em Juiz de Fora bateu os 30° C e só agora o clima tem se atenuado. Para aliviar o calor a população utiliza toda sorte de métodos e equipamentos cuja eficácia nem sempre é suficiente ou comprovada.

Sérgio Oliveira, 41 anos, é vendedor ambulante em semáforos e trabalha sob sol forte. Para se proteger ele usa boné e roupas frescas. “Uso bermuda e camiseta, não preciso usar uniforme, sinto menos calor que um advogado de terno e gravata”, comemora. Embora Sérgio se sinta melhor com menos roupas, manter uma barreira física entre a pele e os raios solares é mais saudável. É o que tenta fazer Jair Santos, vendedor de água de coco, que usa como proteção a sombrinha acoplada ao carrinho. No entanto, a dermatologista, Marília Guedes, alerta que nem todo material utilizado na fabricação desses equipamentos filtram os raios solares. “O aconselhável é que barracas e guarda-sóis sejam feitos de tecidos como o algodão, que filtram boa parte da radiação. Tecidos sintéticos deixam mais de 90% dos raios ultravioleta atingirem a pele. O protetor solar continua indispensável”.

Uma prática bastante comum é deixar recipientes com água nos cômodos da casa durante a noite. Contudo, esse princípio só se aplica a situações em que há baixa umidade do ar. Uma boa e comprovada dica é o uso de roupas mais claras durante o dia. Superfícies escuras absorvem mais energia dos raios solares, aumentando a temperatura do corpo – esse princípio também se aplica à superfície dos automóveis.

box-verdeVentiladores, ar condicionado e leques também ajudam a enfrentar as altas temperaturas deste fim de verão. Com o vento – no caso dos ventiladores, por exemplo – a sensação térmica fica abaixo da temperatura ambiente, diminuindo a percepção do calor pelo corpo humano. Priorizar tecidos com fibras naturais, como o algodão, permitem ao corpo transpirar livremente, além de serem mais confortáveis. Os fios sintéticos, ao contrário, retêm calor e umidade do processo de transpiração.

Mais ou menos exposto ao sol, ninguém deve ser displicente com a saúde. Por maior desconforto que ondas de calor como essas causem, as conseqüências pelo desleixo podem ser mais graves. “Não é possível diminuir o calor, mas reduzir os riscos e incômodos que ele provoca depende de cuidados simples e essenciais”, orienta Marília Guedes.

Anúncios

Uma resposta para “Verão tardio

  1. dehnobre

    Talvez usando as estratégias das dicas apresentadas podemos conseguir aliviar o calor que faz na cidade nos último dias. Boa foto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s