Como contar para a criança

Gihana Fava – 03/06/2009

Pais adotivos sempre ficam em dúvida sobre qual é a hora certa de contar ao filho que ele é adotado. Patrícia*, que adotou o menino Lucas* há nove anos, conta como foi o dia em que resolveu contar a seu filho a verdade: “Um dia encontrei a mãe dele na rua e ficamos conversando e o Lucas estava por perto, mas ela não deu atenção para ele”. Foi quando Patrícia resolveu contar para o filho que aquela moça que estava conversando era sua “mãe de barriga”. “Eu contei quando ele tinha uns três anos e hoje ele não gosta de comentar o assunto. Mas acho que ele aceitou bem e não mostra nenhum tipo de revolta”, explica.

duvidaA psicóloga do Setor Técnico de Serviço Social, ligado à Vara da Infância e Juventude, Ana Paula Romão, define como essa fase é importante para a criança: “Você só tem que contar a verdade quando ela foi omitida. É um processo gradativo contar a história da criança, naturalmente ela vai fazer certas perguntas”. A também psicóloga do Setor Técnico, Maria Inês Meurer, concorda: “A criança é curiosa, faz mil perguntas e confia na palavra dos adultos. É uma marca muito grande na família viver sem contar para o filho”.

Os pais adotivos também devem estar preparados para lidar com as perguntas que podem surgir. “Um dia uma coleguinha de escola perguntou se ele era adotado, eu expliquei para os dois que eu pude escolher o Lucas”, relembra Patrícia.

* os nomes dos entrevistados foram trocados para preservar suas identidades

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s