Estagiários substituem professores

Davi Ferreira – 25/03/2009

O estágio talvez seja a melhor maneira de entrar no mercado de trabalho. Através dele o estudante aperfeiçoa a prática, faz contatos e leva sua capacidade profissional. A remuneração dos estagiários geralmente é bem menor que a dos profissionais. O estágio não entra na folha de pagamento da empresa e não caracteriza vínculo empregatício. Essas são algumas vantagens que servem de estímulo para a contratação de novos estagiários.

A nova lei de estágio, que entrou em vigor em setembro do ano passado, estabelece que a empresa que contrata deve ter um profissional com registro para supervisionar o estagio. Mas muitas vezes o estagiário acaba substituindo um profissional e recebe o mesmo nível de responsabilidade.

É o caso de um juizforano professor de história recém formado que não quis se identificar. Antes de receber o diploma ele deu aula no CPC, um projeto da Prefeitura de Juiz de Fora que desenvolvia cursos pré-vestibulares para a população carente da cidade. A maioria dos professores eram alunos estagiários.

O recém formado professor afirma que enfrentou turmas com mais de trinta alunos. Tinha que preparar apostilas, corrigir exercícios, elaborar aulas e todas as tarefas de um professor comum. Ele afirma que seu supervisor assistiu a uma única aula e pouco ajudou. O estagiário recebia R$ 200 e trabalhava cerca 12 horas semanais, além de preparar aulas e material didático. Veja o vídeo.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação de Juiz de Fora, para ministrar aulas é necessário ter o diploma. Além do diploma o professor também deve estar inscrito no Cadastro de Reserva. Esse cadastro contém a lista dos profissionais que prestaram concurso, mas que ainda não foram chamados. Caso o Cadastro de Reserva não atenda a demanda, a Secretaria recorre ao Cadastro da Rede. Nesse outro cadastro estão nomes de profissionais qualificados, mas que não prestaram concurso.

O ex-estagiário além de não ter nenhum cadastro, não poderia sequer entrar em sala de aula por falta do diploma. Ele afirma que muitos estagiários estavam na mesma situação, e que o sindicato chegou a reclamar. Porém, o Sindicato dos Professores afirmou que não tem controle sobre os estagiários e que desconhecem qualquer problema relacionado a estágio na cidade.

O CPC não tem vínculo com a Secretaria de Municipal de Educação. Quem controla o CPC é a Secretaria de Assistência Social. Hoje o curso se concentra na preparação dos alunos para concursos públicos. Mas esse ano o projeto ainda não retornou. A Secretaria de Assistência Social afirma que ainda não há previsão para a seleção de novos profissionais e estagiários para 2009. E não souberam responder como foi o trabalho da administração anterior.

Anderson Costa foi aluno do CPC. Ele afirma que muitos professores realmente eram estagiários. Além disso, o uso do uniforme do CPC era obrigatório, mas a camisa desse uniforme tinha uma estampa muito destacada com a bandeira da Administração Bejani, associada ao nome do CPC. Veja o vídeo.

Há denúnicas de que estagiários também substituem profissionais na rede de ensino privada e na educação infantil em Juiz de Fora.

Confia a Lei de Estágio e Cartilha de Estágio do Ministério do Trabalho

5 Respostas para “Estagiários substituem professores

  1. micopreto

    isto é uma vergonha!!!!!

  2. JaqueHarumi

    Um matemática simples (levando em conta a mesma carga horária) já é o suficiente para esse tipo de situação ser tão comum:
    1 profissional = aproximadamente 4 estagiários

    Financeiramente viável.
    Não desemerecendo os estagiários, mas… depois não sabem porque o profissional é desvalorizado.

  3. henriquevale

    CPC, mais um projeto da administração passada da prefeitura.

    Juiz de Fora = Ação e Resultado

  4. henriquevale

    Não é só na educação que esse problema acontece,
    hoje em dia várias empresas preferem pagar “ajuda de custo” a um estagiário do que contratar um profissional. Mesma responsabilidade e MEIO salário.

  5. Paulo cesar

    parece que todos profissionais nunca foram estagiários, faça-me o favor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s