R$ 4,38 milhões vão parar na Mata

Thalita Gonçalves 18/03/09

O governador de Minas Gerais liberou R$ 4,38 milhões para serem investidos em áreas de proteção ambiental. O investimento faz parte do programa Promata, uma parceria do Governo Estadual e do banco alemão Kreditanstalt für Wiederaufbau (Banco Alemão de Desenvolvimento –KFW) que prevê até 2012 o investimento de €15 milhões. “Esses investimentos jamais foram vistos num só momento em tantas áreas ambientais do Estado”, disse Aécio Neves, em seu pronunciamento na reabertura do Parque do Itacolomi.

O objetivo do Promata é apoiar o Instituto Estadual de Florestas de Minas Gerais (IEF) na proteção, na recuperação e no uso sustentável das regiões de Mata Atlântica em Minas Gerais. Segundo o analista ambiental do IEF, Eduardo Rodrigues, o programa visa atingir 95% da área de mata remanescente. Só no entorno de Juiz de Fora 478,35 hec já foram beneficiados.Propriedade do agricultor Kennedy Campos

O agricultor Kennedy Campos relata que boa parte do terreno de sua propriedade usado para pastagem e uma área que servia de lixão entraram no programa. “Muita coisa eu até queria fazer antes, mas não tinha condições e nem orientação”, afirma.

Para Fabiano Diogo Ferreira, representante do Comitê Paraibuna e membro do Conselho Municipal do Meio Ambiente (CONDEMA), essas iniciativas devem ser bem aproveitadas, porque o descaso com o meio ambiente é muito grande e a recuperação dessas áreas garante uma melhor proteção dos recursos hídricos.

“Os esforços da competência local em preservar o meio ambiente eram insuficientes”, declara o Presidente da ONG Associação pelo Meio Ambiente de Juiz de Fora (AMAJF), Theodoro Guerra, responsável pela gestão dos recursos em Juiz de Fora, Matias Barbosa e Santos Dumont.

A verba na região é de R$ 300.000,00 e será usada para fornecer equipamentos, insumos, isca para combate a formigas, mourões, arame e grampo para cercas, além do incentivo anual de R$ 150,00 a R$ 300,00 por cada hec. preservado ou reflorestado dentro da propriedade dos agricultores selecionados. As inscrições para participar do projeto esse ano terminam no dia 31 de março.

Viveiro do IEF em JF

Confira opiniões no vídeo e comente respondendo à pergunta: você acha que o governo deve pagar para o agricultor preservar as nascentes?

Anúncios

Uma resposta para “R$ 4,38 milhões vão parar na Mata

  1. dehnobre

    Que iniciativas como essa ajudem a preservar a riqueza natural do país. O Estado deve criar meios para incentivar os proprietários de áreas verdes a mantê-las conservadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s